thumbnail Olá,

Para Basanta, capitão do clube mexicano, a bola do Mundial é muito rápida

O Mundial de Clubes de 2012 e a Copa das Confederações de 2013 têm algo em comum. As duas competições irão utilizar a recém-lançada 'Cafusa', nova bola da Adidas com toque brasileiro. José Basanta, capitão do Monterrey, time que joga o Mundial, disse que os goleiros vão sofre com a estreante.

"É uma bola que se move muito, rápida, e isso é trabalho para os goleiros, que podem sofrer mais. Isso pode ser bom para o espetáculo", opinou Basanta, em entrevista reproduzida pelo Portal Terra.

O mexicano também comentou sobre o a estreia do chip, que determina se a bola passou da linha ou não, na bola. "A verdade é que a tecnologia está avançando muito e pode implementar no futebol um método que faria saber se entrou a bola ou não. É importante isso para ajudar, pois às vezes a bola entra por milímetros."

O Mundial de Clubes já começou, mas o Monterrey só estreia domingo, dia 09, contra o Ulsan Hyunday. Caso vença, a equipe mexicana encara o Chelsea na semifinal.

Relacionados