thumbnail Olá,

Goleiro dos Blues acredita que a equipe tem maturidade para superar o momento de instabilidade e levar o troféu para a Inglaterra

A crise no Chelsea encontra apenas uma solução a curto prazo: a conquista do Mundial de Clubes, no Japão, que amenizaria a fase ruim na Premier League e a eliminação precoce na Champions League, no meio de semana. Mas se trata de uma grande oportunidade para os atletas, muitos deles que nunca disputaram a competição dos campeões continentais. Caso do goleiro Petr Cech, que mira mais um título em sua carreira no clube inglês.

"Estou ansioso, nunca tive a chance de disputar. Não é muita gente que pode dizer que venceu o Mundial de Clubes, a competição especial dos vencedores continentais. É algo que gostaríamos de realizar, então estou ansioso pelo torneio e espero, depois de termos perdido a Supercopa, que a gente ganhe esse título", contou ao Fifa.com, fazendo referência à goleada de 4 a 0 sofrida nas mãos do Atlético de Madrid, em setembro.

"Ninguém no time tem essa vivência, será algo novo para todos. Mas acho que temos jogadores experientes no elenco — os rapazes da Espanha ganharam a Copa do Mundo, a Eurocopa e a Liga dos Campeões. Portanto, como toda essa experiência, vamos administrar a situação."

O camisa 1 dos Blues é considerado um dos melhores da posição na atualidade, tendo boa parte desse status creditado à sua passagem pelo time londrino. A exemplo de outros grandes goleiros, ele atravessa um momento melhor na carreira, aos 30 anos de idade.

Ele ainda coloca Casillas, Neuer, Buffon e o inglês Hart como as referências mundiais debaixo das traves.

"Muita gente diz que, por volta dos 30 anos, um goleiro amadurece e vive a melhor fase da carreira. Eu sinto isso, com certeza. Tenho sentido isso o tempo todo, mas fico contente por ter chegado aos 30 anos de idade e ainda curtir o que faço. Estou curtindo o futebol para valer, e talvez um reflexo disso possa ser visto nos jogos, também."

"Temos Casillas, Neuer e Buffon. Todos eles são uma grande influência para as respectivas equipes. Acho que o Joe Hart está chegando lá nos últimos anos. Ele está na Champions League e na meta da Inglaterra, ajudando bastante.

"É assim que se pode julgar um goleiro, e esses caras estão aí há anos atuando muito bem", finalizou.

Relacionados