thumbnail Olá,

Em entrevista, Rivaldo disse que a vitória da Seleção na Copa de 2014 será muito difícil e que Neymar deve ir para a Europa

O jogador Rivaldo, um dos maiores ídolos do Barcelona voltou à cidade catalã no último domingo para acompanhar o clássico Barça x Real Madrid, que terminou com empate por 2 a 2. O brasileiro que atua pelo Kabuscorp de Angola, esteve no Camp Nou e falou sobre a Copa do Mundo no Brasil, Neymar, e Kaká.

Em entrevista ao site terra.com.br, Rivaldo disse que a vitória brasileira na Copa de 2014 é "muito difícil". "Temos que mudar um pouco. Neymar tem que sair do Brasil, vir à Europa para ganhar experiência. No ano passado já havia dito isso sobre Lucas e Ganso, jogadores que estarão seguramente no Mundial, que também tinham que sair. Na Copa você precisa de experiência, e você a conquista na Europa, jogando contra os melhores. Eles têm que vir o mais rápido possível", disse.

O jogador também falou sobre  Kaká. Rivaldo disse que a situação atual do jogador no elenco do Real é muito parecida com à sua própria no Milan em 2004, quando pediu para deixar o clube italiano devido à falta de jogos como titular.

"É um jogador que tem muitas coisas lindas para fazer no futebol. É um momento difícil, está saindo de uma situação complicada, mas precisa pensar que o Madrid tem jogadores de muita qualidade. Ele tem que trabalhar, não procurar desculpas. A culpa não é do treinador, o Real Madrid é um time forte, e ele tem que estar 100% sempre. Entendo que Kaká tem esperança de triunfar no Real. Para ele é difícil deixar o clube, que saia nos jornais que ele fracassou, que custou muito dinheiro e não ganhou nada. Acho que ele tem isso na cabeça, e por isso quer fazer algo grande", opinou.

Rivaldo ainda criticou a realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil. "Há muitas coisas para fazer no Brasil, não era o momento de receber uma Copa. Se tem muitas pessoas passando fome e sem trabalho, não é o momento. E tomara que a segurança melhore. Que não aconteça nada ruim, que os estrangeiros não voltem falando mal do Brasil", afirmou.

Relacionados