thumbnail Olá,

Ala vê concorrência com Jordi Alba como algo positivo na equipe, que inicia a era Tito Vilanova no domingo

Se Dani Alves conseguiu se tornar uma peça fundamental na atual geração do Barcelona, o mesmo não pode ser dito de seu compatriota, o lateral-esquerdo Adriano. Uma sequência de lesões em seus mais de dois anos com a camisa blaugraná impediram que ele afirmasse seu lugar na defesa catalã, mas ele mesmo diz que estes problemas estão no passado.

O jogador mostra confiança para o início oficial da temporada dos catalães, que recebem o Real Sociedad no domingo.

"Vinha me lesionando muito e me reuni com os médicos e os fisioterapeutas para tentar solucioná-lo. A partir daí, fizemos muitas coisas, muitos exames, cuidei muito do meu peso e acho que, hoje, com 27 anos, estou no melhor momento da minha carreira", disse na coletiva de imprensa desta quinta-feira.

Além da dedicação, Adriano terá de mostrar muito futebol para o técnico Tito Vilanova, já que o clube fechou a contratação da sensação espanhola da Euro 2012, o também canhoto Jordi Alba. Antes de considerar um problema, o brasileiro acredita que a equipe só tem a ganhar com a qualidadade das alternativas em todos os setores.

Ele também elogiou o novo comandante, que assume após quatro anos de Pep Guardiola à frente do Barça.

"O fato de haver uma concorrência maior é bom para o clube e para nós mesmos. Este ano será um ano muito bom, porque há muita concorrência em todas as posições."

"Desde que cheguei, tive um bom feeling com ele [Vilanova]. Agora ele é o comandante, mas a filosofia é a mesma do tempo de Guardiola, e não acho que as coisas mudarão muito", finalizou.

As falas estão publicadas no ESPN Brasil.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
   

Relacionados