thumbnail Olá,

Negociação ficou complicada após saídas de Thiago Silva e Ibrahimovic do Milan, avalia o treinador

Com o fim da janela de transferências para jogadores vindos do Exterior encerrada nessa sexta-feira, o técnico Muricy Ramalho lamenta o fato de que o Santos não conseguiu concluir seu plano mais ambicioso: repatriar o atacante Robinho.

Para o treinador, a hipótese ficou próxima de se concretizar, mas as vendas milionárias do atacante Ibrahimovic e do zagueiro Thiago Silva acabaram fazendo o clube rossonero mudar de ideia.

"Chegou perto (de trazer o Robinho). Houve um esforço grande, mas acho que com a venda dos jogadores, complicou", disse, em declarações reproduzidas pelo Globoesporte.

"O Santos chegou ao limite. O próprio Milan não quis negociar mais, senão ia ficar sem outro grande jogador. Não vai acontecer, mas chegou perto."

A proposta do Peixe seria de € 4 milhões (R$ 10 milhões), mais o goleiro Rafael, que andou sob o radar dos italianos nos últimos tempos. Agora, os paulistas irão trabalhar com as possibilidades mais próximas, como o argentino Pato Rodríguez, anunciado na última sexta, e outros jogadores buscados no mercado nacional para reforçar a linha de frente.

"Não dá para falar (que Pato é jogador do Santos) porque ele ainda não assinou. Mas é um jogador interessante, no qual os investidores estão apostando. A gente já tinha interesse nele há algum tempo, mas o valor antes era altíssimo", comentou.

"Há a possibilidade ainda hoje de acontecer alguma coisa. A janela não fechou e, claro, as opções no mercado interno ainda existem. A diretoria está trabalhando duro e podemos ter novidades a qualquer momento", resumiu Muricy.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.

Relacionados