thumbnail Olá,

Falando pela primeira vez como jogador do clube francês, o zagueiro demonstrou menos empolgação pela transferência do que tristeza pela saída do Milan


Treinando com a seleção brasileira para a Olimpíada, Thiago Silva falou sobre a saída do Milan e tranferência para o PSG. O jogador que ainda não foi apresentado ao clube francês, demonstrou menos empolgação pela transferência do que tristeza pela saída do Milan.Thiago aproveitou para fazer um desabafo sobre sua saída do Milan e chegou até a pedir desculpas para o torcedor.

“Fiquei muito contente com a transferência, mas fiquei triste com saída do Milan também, porque lá tudo que aconteceu comigo foi de uma emoção muito grande, vivi emoções fortes ali dentro do clube”, discursou o jogador, que fez questão de esclarecer alguns detalhes sobre a transferência.

“Sei que já estão me chamando de mercenário, mas queria esclarecer: não estou indo para o Paris (Saint-Germain) para ganhar mais. Não tem diferença nenhuma no que eu vou ganhar. Quero dizer aqui que a culpa não é minha, até peço desculpas ao torcedor, a gente sabe que ele fica chateado nessas situações”, desabafou.

Thiago Silva fez questão de dizer diversas vezes que a decisão de concretizar a transferência para o PSG não foi sua e ainda revelou que a negociação acabou sendo ainda mais complicada porque a vontade dele e da família era de permanecer em Milão.

“Foi uma situação complicada para mim. Pela minha vontade e também dos meus familiares, eu não sairia do Milan, mas foi uma coisa que aconteceu”, explicou o jogador. “Futebol é isso, você um dia está aqui, outro dia está ali. Não foi minha decisão, até porque eu tinha assinado renovação pouco tempo antes”, continuou.

O zagueiro elogiou o projeto do PSG, contou que um dos pontos determinantes na negociação foi o brasileiro Leonardo, mas, ainda assim, acabou não falando muito sobre o novo desafio.

“Uma coisa que aconteceu e foi positiva foi que o Leo e o [Carlo] Ancellotti me ligaram. Para quem não sabe, no início da transferência para o Milan, foi o Leo que me ligou também, então isso ajudou na negociação. E o projeto do Paris foi algo que também pesou e me ajudou a tomar a decisão. Mas agora estou focado aqui dentro para deixar PSG e Milan de lado e focar na seleção”, finalizou.


Relacionados