thumbnail Olá,

Goal.com lista as cinco maiores supresas da Euro 2012


5) A BRIGA DA DINAMARCA

No jogo que abriu o chamado "grupo da morte" a Dinamarca surpreendeu ao vencer a Holanda por 1 a 0. A partir daí, com combinanões muito complexas, uma vez que existiam boas chances de três equipes terminarem com o mesmo número de pontos, a briga por uma vaga na próxima fase se intensificou. A Holanda precisava vencer e secar a Dinamarca. Os ibéricos foram a luta contra Portugal pela outra vaga no grupo. Em um dos melhores jogos da competição, os portugueses bateram a equipe dinamarquesa por 3 a 2, deixando o grupo mais embolado. Na última rodada, a Dinamarca foi eliminada pela Alemanha por 2 a 1, que garantiu invicta uma vaga nas quartas.

4) A RECUPERAÇÃO DA ITÁLIA

Em jogo emocionante, a Itália dominou, mas só conseguiu vencer a Inglaterra nos pênaltis por 4 a 2, após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação,pelas quartas de final da Eurocopa. Agora, a equipe reeditará a semifinal da Copa do Mundo de 2006 com a Alemanha, quando venceu na casa do adversário e na prorrogação e se classificou para a decisão do Mundial no qual seria campeã.

A Itália já sofreu nesta Euro com a recuperação de Andrea Barzagli, que fez sua estreia na competição exatamente diante dos irlandeses como companheiro de zaga de Chiellini.
3) A CLASSIFICAÇÃO DA INGLATERRA

A Inglaterra esteve longe de empolgar na primeira fase, mas passou com solidez pelo Grupo D com o primeiro lugar: 1 a 1 com a França, 3 a 2 sobre a Suécia e 1 a 0 sobre a Ucrânia. A vaga para as quartas de final da Eurocopa, com a segunda vitória seguida, caiu como um alívio para a seleção da Inglaterra, que chegou desacreditada à competição. Classificados em primeiro lugar no Grupo D.

Mesmo sem Rooney, os comandados de Roy Hodgson conseguiram segurar seus tradicionais rivais no jogo de estreia e venceram o time de Ibrahimovic de maneira espetacular. Na volta do camisa 10, com direito a um gol seu, a vitória sobre os donos da casa e o topo da chave.

2) O AVANÇO DA REP. TCHECA E GRÉCIA

Com um gol do experiente Karagounis, de 35 anos, aos 46min da primeira etapa, a Grécia venceu a Rússia por 1 a 0, em Varsóvia, na Polônia, e avançou às quartas de final da Eurocopa junto com a República Tcheca, que superou a Polônia por 1 a 0.

O resultado deixou os gregos com quatro pontos --mesma pontuação russa, mas leva vantagem no confronto direto-- na segunda colocação do Grupo 1. A República Tcheca, com seis pontos, passou como a líder da chave.

1) OS GOLEADORES IMPROVÁVEIS

O atacante croata Mario Mandzukic se juntou ao russo Alan Dzagoev e ao alemão Mario Gómez, na artilharia da Eurocopa com três, ao marcar contra os italianos no empate em 1 a 1.

Na partida que fechou o grupo C, Fernando Torres e Cesc Fàbregas encostaram nos líderes da tabela de goleadores. O atacante do Chelsea marcou duas vezes, e o meia do Barcelona fez um, na vitória por 4 a 0 sobre a Irlanda.

Os dois se juntaram ao dinamarquês Nicklas Bendtner, ao tcheco Vaclav Pilar e ao ucraniano Andriy Shevchenko, na vice-artilharia da competição.

Relacionados