thumbnail Olá,
O que a Copa América pode aprender com a Euro?

O que a Copa América pode aprender com a Euro?

Gettyimages

Goal.com faz uma análise do que a Copa América pode aprender com a Eurocopa

A Eurocopa ainda nem começou, mas já é um dos assuntos mais comentados pelos amantes do futebol espalhados ao redor do velho continente e também do mundo todo. A partir desta sexta-feira até o dia 1 de julho, Polônia e Ucrânia receberão a tradicional competição entre seleções europeias.

Inicialmente chamada de Copa das Nações Europeias, a competição disputada desde 1960 vem conquistando cada vez mais força. A preparação feita com antecedência, os estádios modernos, o nível das seleções e a presença em peso dos torcedores em todas as partidas fazem do torneio o que ele é hoje.

Depois da Copa do Mundo, a Eurocopa e a Copa América são as competições futebolísticas de seleções mais importantes que existem. No entanto, a diferença entre as duas é muito grande. Pensando nisso, o Goal.com faz uma análise do que o torneio sul-americano pode aprender com a competição europeia.

ORGANIZAÇÃO

Grande parte do sucesso da Eurocopa se deve ao fato da competição ser organizada com bastante antecedência pela UEFA. Já a Conmebol, tem sérias dificuldades no seu planejamento para a Copa América.

Se dependesse apenas da qualidade das equipes e dos jogadores, o torneio sul-americano não ficaria devendo em nada para o europeu. Brasil e Argentina são duas das melhores seleções do mundo. Além disso, ainda contamos com a presença de Lionel Messi, melhor jogador do mundo atualmente. Assim como já acontece com a Eurocopa, é preciso realizar o maior número de ações possíveis em cima de todo esse potencial citado acima.

ESTÁDIOS MAIS MODERNOS E ESTRUTURADOS

Polônia e Ucrânia fizeram grandes investimentos nos estádios que serão utilizados nas 31 partidas da Eurocopa. Palco da abertura da competição, o Estádio Nacional de Varsóvia, com capacidade para 55 mil expectadores, custou cerca de 500 milhões de euros (aproximadamente R$ 1,3 bilhão). Além disso, quatro dos oito estádios foram construídos exclusivamente para o torneio.

Ao contrário do que aconteceu em várias partidas da última Copa América, na Argentina, os estádios deverão estar lotados na Eurocopa. Dos cerca de 1,4 milhão de bilhetes colocados à venda, apenas 10 mil ainda não foram vendidos.

INTERESSE DO TORCEDOR

É indiscutível que o povo brasileiro é apaixonado por futebol, mas a grande maioria só liga para a Seleção durante a Copa do Mundo. Na Copa América, dificilmente encontramos ruas enfeitadas, camisas do Brasil e pessoas reunidas para assistir as partidas. Na Eurocopa, é diferente. Tudo é muito semelhante com o Mundial. A Eurocopa mexe com os torcedores.

Faltando ainda três anos para a próxima edição da Copa América, a Conmebol tem tempo suficiente para se organizar melhor e dar o devido valor que a competição merece.