thumbnail Olá,

Técnico convocou centroavantes e deu nova chance para Júlio Cesar e Ronaldinho Gaúcho

Em entrevista coletiva após a divulgação da lista de convocados para o amistoso do próximo dia 6, contra a Inglaterra, no estádio Wembley, o técnico Luis Felipe Scolari defendeu a volta de alguns jogadores experientes ao escrete canarinho.

Perguntado sobre o retorno do goleiro Júlio César, que deixou a Inter para defender o Queens Park Rangers, atualmente lanterninha da Premier League, Felipão disse que a experiência e a atual forma do arqueiro, que vinha em queda na Itália, foram decisivos para que ele recebesse uma nova chance.

"Sobre o Júlio, a medida que fomos conversando com o Parreira, com o Murtosa, fomos discutindo nomes, e um dos nomes que conversamos foi o de Júlio César. Decidimos analisar o seu desenvolvimento na Inglaterra e achamos que ele está se portando muito bem. Por tudo o que já fez, pelo que ainda pode fazer e pela sua experiência, o Júlio merece receber mais uma oportunidade. E aí vamos ver o que acontece durante o jogo e a concentração, pra ver como ele se porta," explicou o treinador.

A expectativa ficou também por conta do ataque. O pentacampeão em 2002 chamou Fred e Luis Fabiano para o setor, dando a entender que irá apostar no uso de centroavantes de ofício, ao contrário do que preferia Mano Menezes.

"Sempre gostei de ter um centroavante enfiado na área, mas isso não quer dizer que no futuro não possamos ter uma mudança tática, até porque esses dois jogadores sabem sair da área, se posicionar para receber a bola. Com o tempo, precisaremos ter uma situação de jogo diferente dessa também, mas é importante termos algum tipo de referência. Por etapas, iremos escolher qual é a melhor escolha tática, ou termos uma ou duas alternativas", ressaltou o técnico.

Sobre Ronaldinho, que teve grande temporada no Atlético-MG e já havia dado entrevistas falando sobre sua vontade de voltar a vestir a camisa amarelinha, o técnico disse que espera aliar a sua experiência à juventude de Neymar. Sua expectativa é simples: quer apenas que Ronaldinho jogue a bola que sabe.

"Minha expectativa para o Ronaldinho e o Neymar é bem simples: quero que joguem o futebol que sabem, porque melhor do que eles, poucos são. São craques, sensacionais. Quero também dos dois comportamento, boas atitudes com a camisa da Seleção, dentro e fora de campo, quero que sejam responsáveis e bons exemplos. Já tenho convivência com o Ronaldo, ainda não com o Neymar, mas as indicações que recebi são excelentes em relação a ele. Como líder, comandante, participante," disse.