thumbnail Olá,

Ex-jogador lamenta entressafra de talentos e pede 'reflexão' para retomar padrão de excelência dentro das quatro linhas

O ex-atacante Ronaldo está preocupado com o futebol brasileiro, mesmo em um momento de exaltação com os eventos promovidos pela FIFA em São Paulo, o sorteio para a Copa das Confederações e o anúncio da Bola de Ouro 2012. Para o empresário e membro do Comitê Organizador Local para a Copa de 2014, o fato de apenas Neymar ter sido lembrado à premiação escancara uma crise no futebol verde-e-amarelo.

A seleção espanhola, bicampeã européia e atual detentora do Mundial, é tida pelo ex-atleta como o parâmetro de sucesso atual.

"Acho que o prêmio confirma o que eu venho falando. O Brasil enfrenta uma entressafra. É o momento de reciclar. Temos novos talentos. Um deles (Neymar) já esta na lista dos 23. Mas o futebol brasileiro, obviamente, não vive seu melhor momento. Vive, talvez, o seu pior momento na história", disse, conforme reproduzido pelo Globoesporte.

"Não podemos esquecer que a Espanha tem feito algo extraordinário. Tanto no seu futebol local, quanto na seleção. Para o futebol brasileiro, é um momento difícil. Não temos, na Europa, atacantes brasileiros protagonistas, que façam gols. É um momento de reflexão para o futebol brasileiro. Para voltar a ser protagonista no mundo, o Brasil tem um longo caminho pela frente."

As atenções da cerimônia que anunciou Cristiano Ronaldo, Lionel Messi e Andrés Iniesta como concorrentes ao prêmio de melhor jogador da última temporada foram divididas pela volta de Luiz Felipe Scolari ao comando da Seleção brasileira. Ronaldo, no entanto, não quis comentar sobre o tema.

"Estou aqui para falar sobre o prêmio Bola de Ouro", resumiu.

Neste sábado, a partir das 11h, começa o sorteio dos grupos da Copa das Confederações 2013, sendo que Brasil e Itália já serão adversários no Grupo A. Goal.com trará uma cobertura completa do evento que ocorre na capital paulista.

Relacionados