thumbnail Olá,

Diretor de Seleções queria manutenção de Mano, mas teve que acatar a demissão

Em entrevista coletiva nesta tarde, o diretor de Seleções da CBF Andrés Sánchez, disse que foi voto vencido na decisão de demitir Mano Menezes do comando da Seleção Brasileira. Andrés afirma que a decisão foi tomada apenas na reunião desta sexta-feira, 23, e baseada em novos rumos para a Seleção.

“O presidente (José Maria Marín) quer tentar outros métodos, planejamentos e tecnologia para o time. Eu entendo e respeito a hierarquia da CBF. Mas eu sou contra interromper o trabalho, que acredito que estava no caminho certo.  Não acho que era o momento”, diz Andrés.

O diretor negou os boatos sobre Marín ter interferido nas últimas escalações da seleção: “Isso é mentira. O trabalho foi feito como devia, com o treinador no comando”.

Sobre os novos métodos e planejamentos, Andres disse que não pode adiantar nada e só vai saber quando o novo técnico for escolhido. A previsão de anúncio da CBF é para janeiro de 2013.

Relacionados