thumbnail Olá,

Corintiano exalta concorrência entre os volantes antes do Superclássico

As grandes apresentações pelo Corinthians e o bom serviço na Seleção brasileira credenciaram o volante Paulinho a uma das vagas no time titular do técnico Mano Menezes, que enfrenta a Argentina nesta quarta-feira, 21, pelo jogo de volta do Superclássico das Américas. No entanto, o jogador descarta se acomodar com essa condição.

Nem mesmo o trunfo de ser um jogador com grande capacidade de apoio ao ataque o coloca à frente da concorrência.

"Na Seleção, você tem de provar todos os dias e jogos. Além disso, tenho de manter uma regularidade boa no clube para voltar a ser convocado. Fizemos grandes jogos e agora temos outro desafio", disse o volante, em declarações reproduzidas pelo Gazeta Esportiva.

"Isso [apoio] vem crescendo e os volantes de hoje podem ser surpresas. Há muitos de qualidade. Hoje, posso citar Jean, Arouca, Ramires, Sandro... A concorrência é muito grande e, por isso, tenho de provar em cada jogo para estar aqui."

Paulinho já teve a oportunidade de fazer parceria com Ralf, Ramires e outros atletas de destaque, entre compromissos pelo Corinthians e pelo Brasil. Com mais uma convocação do time verde-e-amarelo, ele afirma não ter preferências.

"Depende muito da partida e das circunstâncias do jogo. O Corinthians tem Ralf, Edenílson, Guilherme... Na Seleção, é relativo, dependendo do jogo, o treinador pode colocar um jogador que segure mais", concluiu.

O jogo em Buenos Aires está marcado para as 22h, em La Bombonera.

Relacionados