thumbnail Olá,

Ele ainda comentou sobre momento atual da seleção brasileira

A Copa do Mundo de 2010 foi marcada pela forte inimizade da torcida brasileira com o treinador Dunga, que tinha como auxiliar o ex-jogador Jorginho. Em entrevista para o Globoesporte, o comandante do Kashima Antlers comentou um pouco da situação vivida.

Jorginho comentou sobre uma das grandes polêmicas da época, a não convocação de Ganso e Neymar. "O Dunga tinha uma linha que só convocaria jogadores os quais já havia testado. O Ganso estava mais maduro e por isso entrou entre os 30 (Fora os 23 oficiais, mais sete jogadores entravam na lista reserva). O Neymar ficou no banco diversas vezes em 2009 e não estava pronto", afirmou o ex-auxiliar da seleção.

"O Neymar hoje é outro jogador. Só que não é o mesmo no Santos e na Seleção. Que fique bem claro. Acredito que ele joga muito. Acho que ele não pode demorar muito a ir à Europa porque vai ser um dos melhores do mundo. Mas Seleção é resultado. Você tem que chegar e fazer. E ele ainda tem que mostrar isso", completou Jorginho.

Em relação a Adriano, o ex-auxiliar de Dunga contou que já conversou com o jogador. "O Adriano é um cara por quem tenho carinho especial.  Mas a verdade é que o Adriano se desconvocou em 2010. Ele sabe disso. O mais triste é que ele voltou a fazer as mesmas coisas daquela oportunidade.  Quando parar verdadeiramente, vai sentir muita falta. Falei naquela ocasião que ele precisava ouvir umas verdades, e o Adriano precisa de um acompanhamento, sim. Ele está jogando a carreira fora. Tem que demonstrar que é o Adriano do Flamengo e precisa saber ser homem. Ser exemplo."

Seleção do Mano

"O Mano fez a renovação que precisaria ter. Ao meu ver, com todo respeito, é claro que existia um clamor público. Mas um líder nato como o Lúcio deveria ter sido mantido por um ou dois anos até que o Thiago Silva e o David Luiz pegassem mais experiência. Precisariam desse contato com o Lúcio. Acabou a Copa e quase não vimos mais um pentacampeão convocado. A experiência não pode ser deixada de lado. A minha crítica é na estratégia. Deveria ter sido mantida uma base," concluiu Jorginho, que desde o ano passado, quando treinou o Figueirense, está no Kashima Antlers, do Japão.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.


Relacionados