thumbnail Olá,

Meio-campista também declarou não temer nenhum tipo de violência da torcida argentina em Resistência

POR FERNANDO H. AHUVIA - DIRETO DE SÃO PAULO

O meia Thiago Neves está na expectativa para ser escolhido pelo técnico Mano Menezes para começar jogando contra a Argentina nesta quarta-feira, às 22h, em Resistência, pelo jogo de volta do Superclássico das Américas.

Em entrevista coletiva realizada na manhã desta terça-feira no CT Joaquim Grava, do Corinthians, o jogador do Fluminense disse que o jogo desta quarta é uma oportunidade para mostrar valor e convencer o treinador de que pode ser útil na seleção principal.

- Estou tranquilo. Ele não comentou se começarei jogando. Isso deve ser decidido no treino daqui a pouco ou amanhã. Se entrar jogando vai ser importante pra mim e se começar no banco espero a chance para entrar e ajudar a Seleção a vencer – declarou.

- Você toda hora tem que provar e mostrar para o Mano que tem condições de estar na seleção principal. Quem jogar deve mostrar seu trabalho para permanecer e se não for agora é preciso continuar trabalhando para que uma hora a chance apareça novamente – completou.

O meio-campista também declarou não temer nenhum tipo de violência da torcida argentina em Resistência.

- Claro que vai ter a disputa e a catimba, mas do jeito que respeitamos a Argentina em Goiânia lá será igual. É apenas um clássico, mas fora do campo não tem que ter a violência. Dentro do campo é normal, acho que vai ter o respeito, vai ser bem jogado. Sempre tem confusão ou outra, normal no futebol, só não pode acontecer do torcedor jogar pedra para estragar o espetáculo – afirmou.

Com a vitória por 2 a 1 no primeiro jogo, em Goiânia, a Seleção Brasileira joga por um empate para ficar com o título. Já os hermanos precisarão vencer por dois ou mais gols de diferença. Triunfo simples leva a decisão para os pênaltis.

          

Relacionados