thumbnail Olá,

O comandante comentou que os treinadores no brasil trocam muito de clube e que o país perdeu o futebol arte

Alguns elogios e críticas ao futebol brasileiro vieram do treinador do Arsenal, Arsene Wenger, que está no comando dos Gunners por 16 anos. O francês defendeu a permanência de Mano Menezes, mas comentou sobre grande troca de treinadores que acontece no país.

“Ele (Mano Menezes) pelo menos tem um projeto, o que já é uma grande coisa. Ele parece saber o que está fazendo e acredito que o Brasil deveria mantê-lo no cargo até 2014. É verdade que a equipe precisa ganhar em maturidade, é verdade que o grupo é muito jovem. Mas em dois anos os jogadores podem estar no auge de suas formas", comentou Wenger.

O treinador ainda criticou a forma que os treinadores brasileiros são tratados. "A diferença entre o Brasil e a Europa é que, no Brasil, treinadores vivem em hotéis. Na Europa, moram em casas. Treinadores precisam ter tempo para trabalhar."

Por fim, Wenger disse que o país não é mais o mesmo, no esporte mais popular do mundo. “O futebol brasileiro parece ter perdido um pouco das suas características de futebol arte e, ao mesmo tempo, não encontrou uma nova identidade. Tudo indica que a parte comercial do futebol ganhou uma força sem precedentes e que acabou destruindo a educação de jovens jogadores. Com uma economia cada vez mais forte, o Brasil pode reverter essa situação e manter jogadores de talento no país”, coincluiu o treinador.

As informações são do site espn.com.br.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.

Relacionados