thumbnail Olá,

O comandante aproveitou para citar o momento ruim de Neymar e o rendimento de Lucas

A coletiva de imprensa de Mano Menezes durou quase meia-hora e o principal tema abordado foi a forte crítica da torcida no técnico. Ele comentou sobre a situação, falou sobre o futuro e ainda pediu para que a torcida de Recife, local do amistoso contra a China, seja mais amistosa com o grupo. O comandante ainda falou sobre Neymar, que fez partida abaixo do esperado, e sobre Lucas, que também não jogou bem.

Quando questionado sobre as vaias, Mano disse que a Seleção precisa de tranquilidade para trabalhar e que os jogadores sentem muito o clima hostil. "Certamente, quanto mais novo o time mais ele sente a falta desse apoio. A situação não é atípica, mas acho que podemos tentar modificar isso. Vamos jogar a Copa do Mundo aqui. O torcedor tem o direto de fazer o que ele quiser, acho que todas as criticas são normais e aceito. Gostaria que fosse diferente, mas não cabe a mim modificar o comportamento do torcedor", disse.

O treinador ainda aproveitou para elogiar o trabalho coletivo da equipe, mas admitiu que o time teve momentos ruins no jogo. "A seleção, como um todo, teve seus momentos bons e ruins. E quando o gol demorou para sair, precisamos da tranqulidade para abrir o placar. O Brasil não vive de individualidade, e hoje nós fomos coletivos, só decidimos o jogo quando fomos coletivos, pressionando o adversário", afirmou o treinador.

Jogo contra a China

"Vou esperar um pouco para definir o time, precisamos ver o dia seguinte, ver a recuperação. Tenho confiança no elenco de hoje, por isso, não vou fazer grandes alterações. Teremos uma base parecida com a de hoje", comentou.

Lucas e Neymar

Quando questionado sobre o rendimento de Lucas, Mano defendeu o jogador. "Eu acho muito duro analisar um jogo só, pois caiu sobre ele muita responsabilidade. Já vimos que individualmente ninguém é solução. O Messi melhorou, pois o coletivo da Argentina melhorou. Precisa mais amadurecimento dele, pois é mais jovem."

Neymar também foi citado na entrevista, principalmente por causa do desgaste físico. "Após o jogo contra a Bósnia, em fevereiro, eu tinha sentido o jogador muito desgastado. Jogador não é um maquina, ele precisa de recuperação. O melhor jogador brasileiro não pode ser tratado do jeito que foi hoje. Acho que é preciso mais cuidado."

Futuro da Seleção

"Se você me perguntar se somos os melhores, eu direi que não.Mas, o torcedor fazendo a parte dele, se envolvendo e tendo mais compreensão, as coisas irão evoluir mais rápido. E nós precisamos evoluir. Acho que todos temos que torcer pelo Brasil, não estou dizendo que não podemos criticar, mas precisamos desse apoio."

Ele ainda citou sobre as possíveis convocações de Luís Fabiano e Fred. "Nunca fechei a porta para nenhum jogador. Acho justo a torcida pedir, estamos jogando na casa do São Paulo. Mas, não precisa odiar os outros. Eu falei na coletiva de ontem, precisamos de apoio", concluiu Mano.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.



Relacionados