thumbnail Olá,

Técnico encar pressão por resultados e vaias como algo comum à cultura do futebol brasileiro

O técnico Mano Menezes foi um dos que mais sentiram a derrota do Brasil após a derrota por 2 a 1 para o México, que terminou com as expectativas do inédito ouro olímpico em Londres. Para o comandante, a medalha de prata não pode ofuscar a caminhada da Seleção até a final.

"Pela minha fisionomia não é difícil de analisar como estou me sentindo. Estou muito triste. Fizemos um excelente trabalho até chegar à partida final. Estávamos confiantes em ganhar essa medalha de ouro, mas não conseguimos reeditar as outras atuações. Fomos acometidos por um aos 40 segundos (na verdade foi aos 29) e isso nos modificou estrategicamente", disse na coletiva de imprensa após o jogo, em declarações reproduzidas pelo Globoesporte.

Mano parabenizou a seleção de Luis Fernando Tena pela conquista, ressaltando novamente o impacto que o gol de Peralta aos 30 segundos de partida teve no desempenho do Brasil. O lateral-direito Rafael, que falhou no lance, foi absolvido de culpa no resultado.

"Criamos boas chances, mas não nos deu o gol de empate, que era importante na busca da virada. Reconhecemos a superioridade do adversário e parabenizamos o México pelo ouro, que eu gostaria que fosse nosso."

"O comprometimento de todos nos ajudou a chegar aqui e não podemos desperdiçar isso. Não apagamos falhas individuais. A falha foi aos 29 segundos. Tivemos mais 89 minutos para mudar isso. Perdemos todos, não por uma falha individual".

Sem conseguir um título em seu segundo grande torneio no comando da Canarinho, o treinador aceita as críticas pela ausência de resultados concretos, e vê com normalidade a pressão aumentar sobre seu trabalho.

Da mesma forma, Mano aceita as vaias que a equipe recebeu no Wembley como algo natural.

"Quem ocupa esse cargo precisa estar preparado para isso. Nem quando se ganha uma Copa do Mundo um técnico é sempre elogiado no Brasil, imagina quando se perde as Olimpíadas"

"Faz parte da nossa cultura. Temos que saber conviver com isso. Não vamos mudar uma cultura. Estava falando isso com os jogadores quando fizemos o fechamento, dizendo que nós temos que nos respeitar nesses momentos de derrota", encerrou Mano Menezes.

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
          

Relacionados