thumbnail Olá,

Com boa atuação, equipe bate os donos da casa sem grande esforço

Agora é pra valer. Depois de bater a Grã-Bretanha por 2 a 0, em Middlesbrough, o Brasil está preparado para fazer a estreia nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 na próxima quinta-feira, 26. Sandro e Neymar marcaram em dia de boa atuação do time verde-e-amarelo.

A seleção parte em busca do ouro olímpico diante dos egípcios, às 15h45m, em Cardiff. Já os donos da casa tentam esquecer o revés dessa sexta-feira e iniciar bem na frente da sua torcida contra Senegal no Old Trafford, às 16h do mesmo dia.

Fragilidade britânica e vitória sem suor

Certamente, a Seleção brasileira foi surpreendida pela fragilidade de seu adversário: os britânicos eram facilmente envolvidos pela marcação e pela troca de passes quando o Brasil estava no ataque. Logo nos primeiros movimentos, Neymar recebeu um lançamento despretensioso para o campo de ataque, ganhou de Richards e perdeu grande chance de abrir o marcador. Mesmo melhor, o time de Mano Menezes deixava a desejar na finalização das jogadas de frente.

O primeiro gol acabou surgindo em um lance de bola parada. Falta para o Brasil na direita, Hulk fingiu que partiria para o chute forte e deixou para Neymar cruzar na área. A zaga britânica parou e Sandro, no segundo pau, desviou tirando de Steele. Na sequência, foi a vez de Richards surgiu livre em lance semelhante, mas Thiago Silva estava esperto para tirar.

A partida tinha raros momentos de emoção na primeira etapa, quase todos ligados ao time brasileiro. Neymar aparecia bastante para o jogo, mas exagerava no preciosismo na hora da definição. De qualquer forma, o camisa 11 teve a oportunidade de balançar as redes e converteu. Aos 32 minutos, Hulk passou invadiu a área, passou voando por Richards e foi derrubado pelo defensor do Manchester City. Pênalti e gol do atacante santista.


Britânicos reagem, mas Brasil segue firme

De cara, Stuart Pearce promoveu uma série de alterações, e só então a Grã-Bretanha conseguiu realmente surgir na partida. Em boa jogada pela esquerda, Rose foi à linha de fundo e mandou no meio da área para Sinclair, que forçou Rafael a fazer uma grande defesa à queima-roupa. O ala do Tottenham chegou outras vezes, fazendo a Seleção 'despertar' após um retorno sonolento do intervalo.

O Brasil voltou a ter boa produção ofensiva, sempre apoiado em seu trio de atacantes. Damião recebeu na área em jogada de Hulk e forçou Butland a fazer boa defesa, e Oscar também fez o mesmo em investida de Neymar. O camisa 11, aliás, melhorou muito com a entrada de sangue novo na equipe, no decorrer dos 45 minutos finais.

Neymar teve duas ótimas chances para transformar a vitória em goleada, sem saber convertê-las. A Seleção teve mais algumas boas tramas na frente, principalmente com Lucas, mas o placar seguiu da mesma forma até o apito final.


Relacionados