thumbnail Olá,

Zagueiro falou à 'Gazzetta dello sport' sobre

Para o capitão Thiago Silva, o sucesso do Brasil na Copa de 2014 passa pela conquista da medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Londres, que iniciam no final do mês. O zagueiro reconhece a pressão não só pela braçadeira, mas também pelo triunfo nos Jogos, alertando para as dificuldades que a Seleção encontrará pelo caminho.

O Brasil foi sorteado no Grupo C da competição, ao lado de Bielorrússia, Egito e Nova Zelândia, equipes que, no parecer do defensor, podem causar problemas.

"Para mim, ser o capitão será um privilégio muito grande, mas também uma responsabilidade", disse.

"Nunca ganhamos o ouro. Muita gente diz que, se não ganharmos agora, não ganharemos mais. A pressão é grande."

"Se você é surpreendido e sai atrás do placar em um jogo com uma seleção menor, dificilmente você consegue virar."

Thiago apontou, além do Brasil, Espanha, Grã-Bretanha e Uruguai como favoritos ao ouro.

"Brasil e as outras três [Uruguai, Inglaterra e Espanha] são favoritas, sim. Mas quando você enfrenta equipes menores, é muito mais difícil você furar o bloqueio."

Enfim, o 'Monstro' vê a Seleção mais forte após os amistosos preparatórios de junho, e vê a equipe em condições de terminar o torneio no lugar mais alto do pódio.

"Nos últimos quatro jogos, apesar das últimas duas derrotas contra Mexico e Argentina, acho que a equipe se comportou muito bem, o comprometimento do grupo é muito grande. Espero que com isso, e com a vontade, a gente tem tudo para voltar com o ouro olímpico", encerrou o zagueiro.

O Brasil estreia nos Jogos numa quinta-feira, dia 26, em duelo contra os egípcios, em Cardiff.

Fontes: Globoesporte, UOL e ESPN Brasil

Como se atualizar com as notícias do futebol mundial fora de casa? Com http://m.goal.com - sua melhor fonte de cobertura para celulares do futebol.
          

Relacionados