thumbnail Olá,

Paulo Nobre criticou o comportamento de Valdívia, mas disse que nada justifica o comportamento dos torcedores palmeirenses que agrediram os jogadores

O presidente do Palmeiras, Paulo Nobre, garantiu seu apoio aos atletas do clube e repudiou a postura da torcida, que agrediu os jogadores no embarque do Aeroporto Jorge Newbery, na Argentina. No entanto, o meia Valdívia foi repreendido pelo mandatário do Alviverde, que perdeu por 1 a 0 para o Tigre na quarta-feira, pela Libertadores da América.

“Valdivia não tem sangue de barata, mas conversamos e eu disse que ele não pode responder. De qualquer forma, o jogador pode até ter trocado algum xingamento, algum gesto, mas não justifica o que os torcedores fizeram”, disse.

Paulo Nobre também ressaltou o descontentamento do goleiro Fernando Prass, que foi atingido por uma xícara, sofreu cortes na cabeça e teve que prestar depoimento na Argentina. O presidente, no entanto, negou que algum atleta não queira mais jogar no clube.

“Nenhum jogador falou que não quer jogar mais no Palmeiras. O Prass está insatisfeito, mas é um profissional que vai continuar defendendo com o mesmo afinco”, finalizou.

Relacionados