thumbnail Olá,

Galinho falou também sobre Messi: 'Ainda não superou Maradona'

Nos seus 60 anos de vida, Zico já viu muitos grandes jogadores. Símbolo de uma geração que foi considerada uma das melhores no futebol brasileiro, o Galinho agora acompanha a formação de uma Seleção que visa o título da Copa do Mundo de 2014, em casa, mas que ainda parece distante de conquistar a confiança dos torcedores. O astro maior da companhia é Neymar, mas, para Zico, ele pode acabar sendo superado por outro jogador: Lucas.

Em entrevista ao programa Bem, Amigos, do canal Sportv, Zico falou sobre o ex-são paulino, que deixou o Brasil em dezembro e mudou-se para o Paris Saint-Germain, da França, por R$108 milhões. Lá, Lucas já conquistou lugar como titular e teve participações importantes em vitórias da sua nova equipe.

"O Neymar está na frente, mas eu gosto muito do Lucas, e acho que ele tem tudo para crescer muito lá na Europa, pela forma como está jogando. É um cara objetivo, que joga para o gol, joga para a equipe. Acho que pode vir a ser até mais nome do que o Neymar na próxima Copa do Mundo," declarou.

O ídolo rubro-negro também elogiou o volante Hernanes, da Lazio, afirmando que gostaria de vê-lo recebendo mais oportunidades na Seleção.

Perguntado sobre os dois grandes nomes do futebol mundial na atualidade, Zico não teve dúvidas em dizer que Lionel Messi e Cristiano Ronaldo estão rumando para ocuparum lugar no olimpo da bola.

"O Messi está em outro patamar. O Messi e o Cristiano Ronaldo são dois jogadores que, a meu ver estão pintando como candidatos a vaga entre os maiores de todos os tempos."

Mas o argentino já é melhor que o grande jogador da história da Argentina, Diego Maradona?

"Se já superou o Maradona? Acho que não. O que o Maradona fez, fez com um cara pendurado no pescoço dele em campo durante 90 minutos. Por tudo que o Messi joga e o que representa, ainda não o vi jogando com um cara seguindo ele o tempo inteiro para não deixar ele jogar. Eu marcaria ele assim, ele é o cara que decide. Os que jogam com ele são muito bons, mas estão acostumados a saber que ele é quem resolve. Mais de 80% dos gols do Barcelona, ou ele marca, ou participa. Então, vamos marcar o cara para ver como os outros se sentem vendo o Messi anulado. E o Maradona era assim todo jogo. O Pelé também, diversas vezes. Eu também fui muito marcado," opinou o Galinho.

Relacionados