thumbnail Olá,

Goleiro alvinegro disse que o clube e, principalmente, a torcida precisam aceitar que o uruguaio saiu de vez de General Severiano

As declarações de Loco Abreu seguem repercutindo no Botafogo. Desta vez, quem falou a respeito foi Jefferson, goleiro e capitão do time.

O camisa 1 saiu em defesa do técnico Oswaldo de Oliveira, que já disse que este assunto está encerrado, e pediu para o Uruguai se concentrar no Nacional-URU, seu novo clube.

“Ele (Oswaldo) é um cara que está se doando ao clube, recebeu propostas e não saiu por acreditar no projeto da diretoria. Vamos respeitar o Loco, mas temos de valorizar o Oswaldo e virar a página. Não tem esse negócio de escolher um ou outro. O Loco é um cara com liderança e personalidade, que tem de viver a vida dele e não jogar piada na imprensa ou isso ou aquilo. Não estou aqui para ficar do lado nem do Loco nem do Oswaldo. São profissionais que temos de respeitar”, disse.

Jefferson também comentou sobre os gritos da torcida, que após o empate sem gols com o Bangu, na quinta-feira, gritou o nome do antigo camisa 13.

“Posso responder por mim. Isso é triste. Entendemos a postura dos torcedores, mas sabemos que eles agem com paixão. O Loco fez muito pelo Botafogo, ficou marcado pela cavadinha, pela personalidade que ele tinha e pela liderança. Mas acho que todos agora, tanto torcedor, jogador, imprensa... temos de virar essa página, até porque o Oswaldo é um grande profissional”.

Relacionados