thumbnail Olá,

Wagner marca duas vezes e é o nome da vitória do atual campeão brasileiro na estreia do Carioca.

Não eram previstas muitas dificuldades para o Fluminense nesse primeiro jogo oficial da temporada 2013. A partida contra o Nova Iguaçu trazia não só uma grande diferença entre a qualidade das equipes, ainda que o atual campeão brasileiro atuasse com o time reserva, mas também a vantagem absoluta das estatísticas para o time das Laranjeiras. Em toda a história do confronto, foram quatro partidas entre Nova Iguaçu e Fluminense, com três vitórias tricolores e um empate.

 

PRIMEIRO TEMPO

 

O Nova Iguaçu começou bem disposto. Buscou alguns ataques, principalmente nos primeiros minutos da partida, mas logo as ações se concentraram burocraticamente no meio de campo, com nenhuma das equipes conseguindo evoluir muito além.

Aos 21 minutos, o Nova Iguaçu assustou. Dieguinho passou por Diguinho, arriscou o chute e fez Ricardo Berna trabalhar. Glauber tentou pegar o rebote, mas Berna conseguiu evitar novamente.

O Fluminense jogava com tranquilidade, sem agredir muito. Enquanto isso, o Nova Iguaçu tentava chegar com lançamentos em profundidade, mas sem muita precisão. Aos 41 minutos, no entanto, em nova oportunidade, o time assustou novamente o goleiro Ricardo Berna, que viu a cabeçada de Rodrigo passar por cima. No lance, Elivelton se chocou de cabeça contra Rodrigo e ambos precisaram de atendimento médico. Mas não houve nada de grave, felizmente.

 

SEGUNDO TEMPO

 

O Fluminense tentou uma nova postura no segundo tempo. Mais presente no comando das ações, o tricolor se valeu de Rafael Sóbis em alguns cruzamentos para a área. Mas, novamente, foi o Nova Iguaçu quem assustou. Aos 12 minutos, após cruzamento de Gláuber, Flávio desviou para o fundo das redes de Berna, mas o árbitro já marcava a posição irregular do jogador.

A história do jogo começou a mudar quando Rafael Sobis deu lugar a Wagner, aos 19. Instantes depois, o Fluminense já exercia pressão no campo de ataque. Aos 34, Wagner sobe dentro da área depois de cruzamento vindo da linha de fundo e não perdoa. Nova Iguaçu 0, Fluminsense 1.

No embalo, o Fluminense continuou buscando o ataque.  Aos 37, Wagner cobrou falta para a grande área, Michel se esticou para intervir, mas joga a bola por cima.

Aos 45 minutos, depois de contra-ataque fulminante, o garoto Ronan cruzou na cabeça de Wagner, que testou forte para o fundo das redes com direito a cambalhota. Todo o time foi cumprimentar o menino da camisa 36, que fez ótima jogada.

O próximo jogo do Fluminense é na quinta-feira, dia 24 de fevereiro, no Engenhão, contra o Olaria, às 19h30.

 

Relacionados