thumbnail Olá,

Jogador se atrasou em reapresentação e admite falha de comunicação. Jogador afirma que fazia tratamento no Chile

O meia Valdívia inicia 2013 da mesma forma como terminou 2012, com polêmica. O jogador se atrasou na reapresentação ao Palmeiras na última quinta-feira e foi multado. Tendo retornado, nesta segunda-feira o jogador admitiu o erro de não ter comunicado a direção de que estava treinando em clínica no Chile e aceitou multa, mas aproveitou para disparar contra críticos na imprensa:

"Errei ao não avisar. Se falasse que não viria na quinta, porque iria treinar no Chile até domingo, ninguém acreditaria. Quem desconfia do que estou falando, basta apenas ligar para os médicos lá no Chile. Volto disposto a jogar no Palmeiras e não saio daqui até o fim do ano. Não adianta aparecer babaca querendo me vender", afirmou na coletiva que concedeu na tarde desta segunda-feira.

Sobre seu atraso, Valdívia afirmou que estava no Chile treinando para se recuperar de uma lesão que sofreu em outubro passado, e afirmou que hoje paga por erros do passado.

No Chile, contratei o preparador físico Carlos Burgos, que trabalha com vários esportistas chilenos. Fizemos um projeto de trabalho que teve início no dia 20 e que, para ser bem feito, demoraria duas semanas, acabaria no dia 5. Treinei todos os dias, a maioria em dois períodos. Entrei em contato com o César (Sampaio, gerente de futebol) e expliquei a ele no dia 3 a razão de não me apresentar. Ninguém acreditaria que estava treinado nas férias", lançou o chileno.

Sobre a multa recebido, Valdívia afirma que compreende e aceita a multa, pois poderia ter avisado com maior antecedência a diretoria do clube que se atrasaria na reapresentação:

"Errei e mereço a multa, afinal, não me reapresentei. Mas não estava de férias. Vocês não têm uma foto minha de sunga na praia. Não fiquei as férias no Facebook e no Twitter. Quando todos os atletas saíram no dia 3 de dezembro, eu fiquei uma semana tratando aqui. Depois, fui para o México, e no dia 20 comecei a trabalhar minha recuperação no Chile. Poderia ter avisado, sem dúvida", completou.

Sobre sua permanência no clube, Valdívia foi enfático ao afirmar que não saíra do clube e novamente voltou a atacar possíveis fontes de dentro do clube que davam nota sobre sua saída:

"Vocês não me ouviram falar que vou sair. Se tem babaca, diretor ou conselheiro que quer me vender, que quer recuperar dinheiro investido, pergunte a eles. Não pretendo sair. Ontem recebi uma ligação de um empresário, Rodolfo Forte, dizendo que havia uma proposta do Al-Ain, mas pediu para que não falasse nada sobre isso com os jornalistas. Aí o mesmo cara vai e fala para um jornal. Esse é outro idiota. Não tem proposta nenhuma. Estou com muito desejo, quero ter um grande ano. Não saio daqui até o fim do ano", concluiu.

Relacionados