thumbnail Olá,

O jogador alega que o clube não honrou seus compromissos, o que motivou sua saída

O meia Marcinho resolveu escrever uma carta aos torcedores para explicar a sua saída da Ponte Preta. O jogador afirma que, apesar de ter um pré-contrato assinado para permanecer mais uma temporada na equipe, não foi procurado pela diretoria do clube e optou por considerar outras propostas antes do início dos campeonatos estaduais.

A carta foi publicada no blog pessoal do atleta e esclarece os pontos que o levaram a deixar o clube campineiro. Marcinho disse que a equipe não possuía interesse em sua permanência nesta temporada e também descartou qualquer influência financeira em sua decisão.

Confira, na íntegra, a carta de Marcinho aos torcedores da Ponte Preta:

Pessoal,
Infelizmente chegou ao fim a minha breve passagem pela Ponte Preta, clube pelo qual tenho um carinho todo especial, pois foi nele que meu pai me ensinou a dar os primeiros passos no futebol.

Realizei mais do que um sonho ao disputar o Brasileiro com essa camisa. Cheguei aqui movido pelo coração, acreditando no projeto apresentado pelo clube.

Lamentavelmente nem sempre a verdade prevalece nos bastidores do esporte. Se tivesse pensando apenas na parte financeira, talvez não tivesse aceitado a oferta da Ponte Preta, pois tinha outras propostas mais vantajosas ao deixar o Atlético/PR.

Por isso, em respeito a torcida, cabe esclarecer algumas noticias recentemente divulgadas pela imprensa envolvendo o meu nome:

1) Não fui procurado pela Ponte Preta para discutir redução salarial e nem meu agente solicitou qualquer liberação do meu vínculo com o clube;
2) Na chegada ao clube, em maio de 2012, deixei assinado um pré-contrato para a disputa do Paulista. A Ponte Preta optou por não honrar este compromisso;
3) A partir do primeiro dia do ano de 2013, como um atleta livre de vínculos contratuais, passei a estudar as propostas de outros clubes interessados no meu futebol, antes de decidir meu futuro.

Fico triste de não ter ajudado mais dentro de campo, mas nem sempre as coisas saem da melhor maneira possível na vida de um atleta. Porém, saio de cabeça erguida, pois dediquei-me totalmente aos treinamentos e aos jogos, apesar de não ter conseguido traduzir meu empenho em uma participação de maior destaque na competição. As contusões me atrapalharam, bem como a mudança de comando da equipe.

Independente dos problemas, jamais faltou empenho e seriedade da minha parte. Cumpri com todas as minhas obrigações profissionais e exerci meu papel de líder que ajudou na boa campanha da equipe. Alcançamos mais do que o principal objetivo da temporada, já que além de nos mantermos na primeira divisão do Brasileiro, o time obteve também a classificação para a Copa Sul Americana.

Estou confiante no futuro da equipe que tem tudo para fazer uma excelente temporada.
Sem dúvida, vestir a camisa da Ponte Preta foi uma grande honra!
Abraços e até breve!

Relacionados