thumbnail Olá,

Guiñazu se despede do Inter e, muito emocionado, se diz eternamente agradecido.

O argentino Guiñazu se despediu do internacional nesse sábado, pela manhã. Ao lado do ídolo colorado, o diretor de futebol Luís César Souto de Moura abriu a coletiva de imprensa e não poupou elogios. Destacou não só o profissional que é, mas a pessoa particular.

"O Inter comunica a saída do nosso grande atleta. Um jogador que conquistou atletas, dirigentes e torcedores. Um homem que trouxe ao futebol brasileiro uma força, um empenho muito acima do profissionalismo", afirmou.

Guiñazu tinha o desejo de voltar a defender as cores do Libertad, do Paraguai, e considerou que esse era o melhor momento para fazer isso. No clube desde 2007, agradeceu as pessoas que o auxiliaram desde então.

“Deixo muitos amigos, e estou aqui para agradecer a cada um deles, cada pessoa que trabalha aqui e que me acolheu com muito carinho. O que vivenciei aqui dentro não vai acontecer nunca mais”, declarou.

Traduzindo em palavras a raça que mostrava em campo, Guiñazu também disse que a experiência no Internacional será única em sua vida.

“O que vivenciei aqui dentro não vai acontecer nunca mais. Quero agradecer ao Rio Grande do Sul e a Porto Alegre. Acho que sempre vou poder entrar e sair do Beira-Rio de cabeça erguida. Vou levar o Clube no sangue”, ele disse.

Cerca de 50 torcedores tiveram acesso à coletiva de imprensa para representar os torcedores colorados. O volante posou para fotos em meio a cânticos tradicionais e foguetório, além de receber presentes de alguns torcedores.

"Agora o Inter ganha mais quatro torcedores: eu, meus dois filhos e a minha esposa", completou Guiñazu.

Relacionados