thumbnail Olá,

Declarações do meia a respeito dos salários atrasados pesou na decisão da diretoria de rescindir o contrato, diz Renê Simões

Felipe não é mais jogador do Vasco. O diretor executivo de futebol do clube, Renê Simões, comunicou a decisão aos empresários do jogador, justificando que não haveria mais clima para sua permanência em São Januário dadas as recentes declarações do atleta a respeito da situação do clube. Além disso, a diretoria considerou necessária uma reformulação na folha salarial, e Felipe, com o pagamento mais alto do plantel, não estaria dentro dos planos.

"Ainda não conversei com o Felipe, mas seus empresários foram comunicados. É uma decisão que tomamos, pois não podemos aceitar que um funcionário diga que, por estar com salários atrasados, não poderá ser cobrado. Nossa situação está melhorando, mas como acho que vamos sofrer um pouco ainda nesse começo com atrasos, não poderia aceitar essa situação. Quem chegar atrasado, faltar, será cobrado. Vale para qualquer um. Passa pela questão da folha salarial também, o que ele declarou pesou bastante," disse Renê.

A notícia chega pouco depois do ídolo Juninho anunciar seu acerto com o New York Red Bulls e descarcar a diretoria vascaína por falta de profissionalismo e comprometimento com os vencimentos de atletas e funcionários.

Além de Juninho, Nilton, Rodolfo, Auremir, Eduardo Costa e Fernando Prass, além de Alecsandro, que se transferiu para o Atlético-MG, são outros nomes que abandonaram o Vasco neste fim de ano.

Relacionados