thumbnail Olá,

Fink ficou satisfeito com a exibição dos seus jogadores e culpou o gramado pelas dificuldades encontratadas pela equipe

O espetáculo na abertura da nova Arena do Grêmio não impressionou somente aos quase 60 mil torcedores no estádio e aos milhões de espectadores que acompanharam pela TV. Os alemães do Hamburgo, convidados da festa, também ficaram maravilhados com a cerimônia "digna de abertura de Copa do Mundo".

"É uma pena que tenhamos perdido o jogo, nossos homens se portaram muito bem. E a festa foi incrível," disse o técnico alemão Thorsten Fink, satisfeito com a performance dos seus comandados apesar da derrota por 2 a 1 - mesmo placar da histórica final do Mundial de 1983.

O Hamburgo levou a campo uma equipe praticamente inteira de reservas, depois de enfrentar 16 horas de viagem menos de um dia após vencer o Hoffenheim pelo Campeonato Alemão. Justamente por conta das 'condições adversas', o resultado, na avaliação do treinador, foi positivo.

"Nós sofremos um pouco no início, mas, depois dos primeiros 20 minutos, tivemos o controle da partida," disse, acrescentando uma pequena crítica. "Os jogadores tiveram boa vontade, mas o gramado tornou difícil exercer nosso estilo de jogo," encerrou.

Relacionados