thumbnail Olá,

"Se os resultados não vierem, bota na minha conta", avisou Gomes

O novo diretor-técnico do Vasco, Ricardo Gomes, afirmou que pretende montar uma equipe forte para o ano de 2013. Descontraído e emocionado, Gomes deu entrevista coletiva em São Januário anunciando oficialmente a sua volta ao futebol.

"Vamos remontar um time competitivo, mas não vai ser do dia para a noite. Será um trabalho que passará por todos aqui. Agora, quero trabalhar, trabalhar e trabalhar. É claro que é urgente, porém não será na semana que vem ou no mês que vem. Seremos fortes e competitivos de novo em janeiro ou em fevereiro. O Vasco vai voltar a alegrar a sua torcida", avisou.

Ricardo Gomes deixou claro que o técnico será Gaúcho, que ganhará autonomia na escolha da escalação da equipe. Entretanto, chamou a responsabilidade para si caso os resultados não aconteçam.

"O "tem que jogar" depende do jogador. A volta do Ricardo Gomes vai perder a importância na próxima semana. No campo, não dá, não tenho condições, por isso teremos o Gaúcho, que será o treinador. Eu sou só um diretor-técnico, preciso de todos. Mas chegarei cedo e sairei tarde do clube, isso eu garanto. Não ficarei no campo, mas a responsabilidade, se os resultados não vierem, pode botar na minha conta. Vamos esclarecer assim", completou.

O presidente do Vasco, Roberto Dinamite, revelou alegria pela volta de Gomes após AVC sofrido durante partida contra o Flamengo em 2011.

"Estamos revivendo um momento importante na história do do Vasco, trazendo de volta um profisisonal que contribuiu para elevar o nome da instituição quando aqui esteve. Voltamos no tempo para dizer que, por este motivo, mais do que nunca, estamos sentando para trazer o Ricardo de volta para este trabalho que ele iniciou em 2011 e que por problemas de saúde foi interrompido. O Vasco sempre enxergou o Ricardo como ser humano, um grande técnico, mas estreitamos a relação para um grande respeito e amizade", disse o mandatário vascaíno.



Relacionados