thumbnail Olá,

Zagueiro cobrou proteção maior a atletas após ameaça de torcedores; entidade afirma que problema é público

O Sindicato de Atletas Profissionais do Estado de São Paulo rebateu as declarações do zagueiro Paulo André, que havia cobrado atuação maior da entidade após ameaças da torcida a jogadores do Palmeiras. Em carta, a entidade se mostrou insatisfeita com as falas do jogador do Corinthians, chamando-o de 'pseudo-politizado' e lembrando de diversas outras conquistas.

"A manifestação do atleta Paulo André Cren Benini é característica dos pseudo-politizados, que não conhecem definitivamente qual é o papel do Sindicato de Atletas. Mais uma vez o tema vem à tona e mais uma vez a questão é entendida de forma totalmente equivocada", dizia trecho do comunicado.

A carta ainda afirma que o defensor corintiano desconhece a maior parte dos benefícios proporcionados pela atuação do SAPESP, como a mudança do horário dos jogos durante o horário de verão e a garantia de férias de 30 dias.

No fim, o Sindicato convida Paulo André para que ele "possa se informar melhor das ações tomadas pela entidade na defesa da categoria."

Relacionados