thumbnail Olá,

O volante Gabriel demonstrou respeito ao adversário mas não escondeu o alívio

O Botafogo ganhou uma motivação extra para a partida desta quarta-feira, contra o Santos, às 19h30, no Engenhão: a ausência de Neymar. Assim como o goleiro Jefferson, o atacante foi convocado por Mano Menezes para os amistosos da seleção brasileira contra Iraque e Japão, nos dias 11 e 16 de outubro. O volante Gabriel demonstrou respeito ao adversário mesmo sem o craque, que já balançou as redes oito vezes na competição, mas não escondeu o alívio.

"É uma peça fundamental para o Santos, pode ser que percam com isso. Eles têm grandes jogadores, que podem suprir a ausência, mas sempre perde um pouco. Temos que tirar proveito disso. O Santos joga em função do Neymar. Ele chama a responsabilidade. Sem ele, o time fica mais coletivo, o que também é perigoso, mas é melhor sem o Neymar", garantiu o volante.

O presidente Maurício Assumpção adotou tom parecido ao falar sobre o assunto. Para ele, contudo, encarar Neymar poderia ser positivo para os jovens do Botafogo.

"Eu acho que o futebol brasileiro precisa que o Neymar jogue sempre, em toda hora, em todo momento. Se ele jogar, eu mostro a capacidade que o meu time tem de saber segurar um Neymar. Quando um Gabriel, um Jadson, um Dória, enfrenta e consegue anular um Neymar, imagina como isso não é bom? Mas eu durmo mais tranquilo sem o Neymar", brincou o dirigente.

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, as duas equipes ficaram no 0 a 0 na Vila Belmiro. Naquela ocasião, o Santos também estava sem Neymar. Na tabela, o Glorioso está na sétima colocação, com 40 pontos. Já o Peixe é o 14º, com 35. As informações são do site globo.com.
Daniel Alves e Alex Sandro devem ser cortados dos amistosos da seleção brasileira

Relacionados