thumbnail Olá,

Com as eliminações precoces do Campeonato Mineiro e Copa do Brasil, explica que o que a diretoria faz, neste momento, é reorganizar a casa

O prazo se encerrou, a janela fechou, e o Cruzeiro não trouxe nenhum jogador para reforçar o elenco nesta reta final de Brasileirão, quando faltam 13 rodadas para o fim. As inscrições de novos atletas se encerraram nessa sexta-feira. O time celeste apenas assinou contrato com Martinuccio, que chegou em julho mas estava em recuperação no departamento médico. Essa situação, porém, não incomoda o diretor de futebol celeste, Alexandre Mattos. Na verdade, o dirigente explica que o momento é de confiar nos atletas que já estão no clube, além das promessas da base.

"O Cruzeiro se reforçou com qualidade. Se deu certo ou não, são coisas do futebol. Houve um planejamento aqui dentro, e está na hora de ser falado ao torcedor. Não trouxemos um lateral porque subimos dois dos juniores, porque têm qualidade, mais que qualquer um da Série B. Não buscamos jogadores porque aqui dentro, na base e no grupo, estamos tranquilos para este restante de ano. Não tenha dúvida que uma mudança de gestão sobre as categorias de base está acontecendo".

Embora tenha dito que o clube não buscou nenhum jogador, o dirigente comentou que o clube sondou dois jogadores da Série B. Um deles, o meia Lucca, do Criciúma, e o lateral-esquerdo Bryan, do América-MG.

"Tentamos o Lucca, do Criciúma, mas os valores pedidos foram exorbitantes. Fizemos também uma proposta pelo Bryan, mas o América-MG achou que o momento não era possível".

Mattos, que definiu como “terrível” o primeiro semestre, com as eliminações precoces do Campeonato Mineiro e Copa do Brasil, explica que o que a diretoria faz, neste momento, é buscar “reorganizar a casa”. Afinal, lembrou, o clube vem em um momento de grandes mudanças, principalmente no comando, após mais de uma década e meia com os irmãos Perrella na presidência.

"Tivemos um primeiro semestre terrível, a palavra é essa. E precisávamos de um choque de gestão. Não é a campanha que o Cruzeiro quer, com um cruzeiro em posição intermediária. A casa está sendo reorganizada, as diretrizes de comando foram mudadas, a comissão técnica também".

Relacionados