thumbnail Olá,

"Espero que ele seja feliz. É um cara de quem gosto muito. Independentemente do lugar onde ele esteja, é meu irmãozinho", disse

Após a bela atuação sobre o Flamengo, Neymar se mostrou feliz na saída de campo mas também se mostrou preocupado com o futuro de seu grande amigo no futebol, o meia Paulo Henrique Ganso, que pode deixar o Santos ainda nesta semana.

"Fico feliz por ter feito mais um belo gol contra o Flamengo. Ainda bem que o Love perdeu o gol (minutos antes). Depois fomos felizes para completar", disse Neymar.

"Agora para falar sobre esse caso (do Ganso)... espero que ele seja feliz. É um cara de quem gosto muito. Independentemente do lugar onde ele esteja, é meu irmãozinho - emendou.

Neymar evitou se alongar no caso Ganso. São Paulo e Grêmio estão de olho no meia, mas o Santos só aceita liberá-lo caso receba os R$ 23,4 milhões da multa rescisória a que teria direito em contrato - o DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, detém 55% dos direitos econômicos do meia, enquanto o Peixe tem os outros 45%.

O craque do moicano, que estava com a seleção brasileira, disputou apenas seu oitavo jogo em 24 rodadas no nacional. O técnico Muricy Ramalho já admitiu que o time perde muito sem seu camisa 11. Neymar, porém, tenta manter a humildade.

"Não levo o Santos nas costas. É cada um na sua função, fazendo o seu papel. Assim chegamos longe, uns defendendo, armando. É um grupo, não jogo sozinho".

O atacante admitiu cansaço ao fim do jogo. Pela Seleção, ele atuou nos amistosos contra África do Sul, na sexta-feira, e China, na segunda.

"Eu cansei porque o jogo foi lá e cá, os dois times atacando, correndo bastante. Aí o corpo vai se desgastando".

Neymar garantiu que não pedirá para ser poupado do próximo jogo do Santos, domingo, contra o Coritiba, no Couto Pereira.

Relacionados