thumbnail Olá,

Após 107 dias na reserva, o goleiro superou uma dengue e problemas internos no grupo e volta a ser titular

A partir desta quarta-feira, o técnico Dorival Júnior começará a dar uma nova "cara" ao time do Flamengo após mais de uma semana de treinos táticos intensos. E entre as mudanças em mais da metade da equipe, uma das grandes novidades pode ser o retorno de Felipe ao gol rubro-negro. Após 107 dias amargando a reserva, o goleiro superou uma dengue, "briga" com Joel Santana e problemas internos no grupo para voltar a vestir a camisa 1 como titular.

Felipe foi testado entre os titulares na última segunda-feira, participou do treino tático de terça restrito aos titulares durante todo o tempo e mostrou que pode recuperar a posição após 14 partidas fora do time rubro-negro. Em uma opção exclusivamente técnica, já que Paulo Victor não tem qualquer problema que o impeça de atuar, Dorival colocará em prática o que muitas pessoas já davam como certo desde o momento de sua chegada ao clube da Gávea.

No entanto, apesar de gozar de prestígio com Dorival agora, Felipe não teve vida fácil durante os mais de 100 dias que amargou a reserva. Primeiramente, perdeu a vaga de titular após uma dengue que o afastou dos gramados por duas semanas e o fez perder muita massa muscular e condicionamento físico.

E os problemas não pararam por aí. Além da questão de saúde, o camisa 1 enfrentou condições adversas também nos bastidores. Magoado com Joel Santana, que nem sequer conversou para explicar sua manutenção no banco de reservas após a recuperação da doença, ele viveu uma "guerra fria" até o técnico ser mandado embora.

Envolvido em inúmeras especulações sobre possíveis negociações, o jogador também encarou uma forte rejeição de grande parte do elenco, que sempre apoiou a titularidade de Paulo Victor. Para muitos, Felipe era um dos pivôs dos problemas de relacionamento de Vanderlei Luxemburgo com o grupo. Esse fato magoou o elenco, que chegou a dar apelidos pejorativos ao goleiro, deixá-lo "sem ambiente" nos treinamentos e pedir uma vaga para o outro arqueiro.

E ainda que longe de um cenário ideal nos bastidores, o problema só chegou ao fim após a chegada de Dorival Júnior. Com um técnico novo e a chance cada vez mais real de voltar ao time, Felipe voltou a sorrir nos treinamentos e pode celebrar a mudança de ambiente nesta quarta-feira, contra o Figueirense, em Florianópolis, na sequência do Campeonato Brasileiro.

No entanto, enquanto Felipe pode celebrar uma nova fase, Dorival Júnior pode ter o início de alguns problemas após pouco mais de dez dias em "lua de mel" com o elenco. Com o prestígio recuperado dentro de campo, o goleiro ainda não recuperou a moral no grupo, e isso pode estourar no treinador. Alguns jogadores ainda não aceitam a decisão de barrar Paulo Victor. No entanto, novas polêmicas e a definição do goleiro titular das partidas que o Flamengo terá só poderão ser confirmadas nos próximos dias. O técnico terá que arranjar o quanto antes uma solução para o gol e, principalmente, para as preferências do elenco. As informações são do site uol.com.br

Relacionados