thumbnail Olá,

Diretor de Futebol explica que uma série de fatores culminaram com a saída do treinador. Decisão que selou o destino de Joel foi tomada hoje, na Gávea

A pressão por vitórias e uma melhor colocação na tabela foram os motivos que determinaram a demissão do técnico Joel Santana, anunciada nesta segunda-feira (23.07), de acordo com o diretor de futebol Zinho.

O dirigente agradeceu a Joel pelo empenho, mas reconheceu que a permanência do treinador se tornou insustentável.

"O Joel não está sendo demitido somente pela derrota de ontem (22.07), contra o Cruzeiro, mas, sim, pelo conjunto da obra. Eu já venho analisando o comportamento da equipe, o trabalho como um todo e houve aumento da pressão. Eu, como diretor de futebol, analiso o poder de reação da equipe, o poder da comissão técnica de conseguir reverter os resultados e, dentro desse contexto, a saída do Joel foi a melhor decisão", explicou Zinho, que fez questão de ressaltar o respeito e admiração que tem pelo ex-treinador.

"Não tenho nada contra o Joel. Em várias oportunidades eu garanti o Joel. Em respeito a ele eu marquei na Gávea a reunião, no setor de futebol. Eu, o Coutinho (vice-futebol) e o Joel conversamos. Agradeci a ele pelo empenho, pelo esforço, mas a situação estava insustentável. Futebol é feito de resultados. Estamos fazendo essa troca para tentarmos reagir no campeonato. No momento, não vejo como ser diferente", analisou o dirigente, revelando que as decisões tomadas por ele contam com o aval da presidente Patrícia Amorím.

Zinho falou sobre a reação de Joel e do próprio elenco rubro-negro com a mudança.

"Eu, o Coutinho e os jogadores nos reunimos. Passei para eles que infelizmente o futebol tem esses momentos. Mas nós somos seres humanos e por mais que tenhamos profissionalismo temos que ficar tristre quando isso acontece. O Joel ficou triste, mas entendeu. Para mim foi triste também, pois eu tenho um carinho enorme pelo Joel, queria que o Flamengo tivesse se encaixado para que não chegasse a esse ponto, mas não deu", lamentou Zinho.

Quanto ao novo treinador, o anúncio, de acordo com Zinho, deverá ser feito o mais rápido possível.

"Não vou falar de nomes, não vou especular, vou evitar isso. Vamos trabalhar dentro do futebol. Só falarei com vocês (imprensa) quando estiver fechado. Por enquanto, ficará um comissão interina e a partir de amanhã tentarei o mais rápido possível definir um nome. Espero que consigamos contratá-lo antes do próximo jogo", finalizou.

Relacionados