thumbnail Olá,

Desde que voltou ao clube, em janeiro, depois de quatro temporadas no futebol mexicano, o meia-atacante tenta ganhar a confiança da torcida e afastar as críticas da imprensa

Os torcedores questionam. Os companheiros apoiam. Danilinho convive com essas situações no Atlético. Desde que voltou ao clube, em janeiro, depois de quatro temporadas no futebol mexicano, o meia-atacante tenta ganhar a confiança da torcida e afastar as críticas da imprensa.

“É outro jogador questionado. A gente sempre vê umas coluninhas falando o que o Cuca tem com o Danilinho, será que ele não enxerga? O Danilinho é útil, importante. A gente tem cobrado dele um pouco mais de agudez, de chegada ao ataque, fazer a diagonal. Foi muito bem contra o Náutico”, disse o técnico Cuca.

Entre altos e baixos, Danilinho voltou a marcar no Campeonato Brasileiro. O meia, que já havia balançado as redes na vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians, fez dois gols na goleada sobre o Náutico, um deles contando com a ajuda do zagueiro adversários, que desviou a bola para a meta.

Parceiro de Danilinho pelo lado direito do campo, o lateral Marcos Rocha festeja a boa atuação do companheiro: “Eu gosto muito de jogar com o Danilinho. Ele vinha sendo cobrado pela torcida, mas é um jogador que se entrega, me ajuda na marcação. A noite foi do Danilinho. Ele precisava.”

Até mesmo o craque Ronaldinho Gaúcho destacou a importância da presença de Danilinho para o time. Sempre muito marcado, o armador disse que Danilinho e Bernard aproveitam os espaços deixados pelo adversário:

“A gente tem que parabenizar o Cuca pelas jogadas criadas com o Bernard e o Danilinho. A gente treinou muito essa jogada, em que eu levo a marcação para os lados e sobra espaço para eles.”

Relacionados