thumbnail Olá,

No fim de semana, o ex-jogador, revelado na base rubro-negra e com histórico de conquistas no clube, foi procurado por dirigentes e chamado para uma conversa

Em entrevista ao globoesporte.com, Zinho revelou que o Flamengo ofereceu a ele o cargo de diretor-executivo. No fim de semana, o ex-jogador, revelado na base rubro-negra e com histórico de conquistas no clube, foi procurado por dirigentes e chamado para uma conversa. O encontro com os vice-presidentes Michel Levy (finanças), Paulo César Coutinho (futebol) e Walter Oaquim (relações externas) ocorre ainda nesta segunda-feira, no fim da tarde.

Antes, o tetracampeão precisa se desvincular das funções que exerce. Zinho é sócio-fundador e diretor-técnico do Nova Iguaçu e comentarista de um canal de tv por assinatura.

"Pela primeira vez recebi o convite para sentar e conversar, vou ouvir a proposta do Flamengo. Pela manhã, conversei no Nova Iguaçu e avisei sobre essa reunião, pois queria que eles ouvissem da minha boca. À tarde, vou conversar com o canal, escuto a proposta do Flamengo ainda hoje, converso com a minha família e dou a resposta no máximo até amanhã" – disse, por tefone ao globoesporte.com

Zinho está com 44 anos e é diretor da equipe da Baixada Fluminense há uma temporada. O ex-meia diz que sente-se honrado com o convite rubro-negro, mas avisa que a razão terá de pesar mais do que a paixão para dizer sim ou não ao clube.

É uma honra ser convidado. Difícil é separar a paixão pelo clube da razão. Vou tomar a decisão com a razão, saber do que se trata, qual será a função e o tempo de trabalho, o que é um ponto muito importante. Tem que ter tempo para trabalhar. Não é algo que se faz da noite para o dia. É o Flamengo, né? Não é o clube ali da esquina.

No último sábado, o vice de futebol Paulo César Coutinho definiu o perfil ideal do profissional de que o clube precisa. Alguém que tenha boa reputação no futebol, seja correto, firme e competente.

"A parte de diálogo com os jogadores, do campo, é fácil. Até porque fui técnico nos Estados Unidos. Na parte administrativa, não tenho experiência. A parte de relação com a direção, de entender o focos políticos do clube, só trabalhando mesmo",comentou Zinho.

Recentemente, ele teve um encontro com o técnico Joel Santana e alguns jogadores do Flamengo em Macaé, no Norte Fluminense. De passagem pela cidade, o ex-jogador visitou o hotel que servia de concentração para o grupo rubro-negro.

"Tenho ótima relação com o Joel, um profissional de altíssimo nível. Joguei com alguns jogadores que estão no clube, como o Deivid, Ronaldinho, Vagner Love quando estava começando, o Léo Moura. Dos mais jovens eu não sou próximo, mas eles me conhecem pela história.

Zinho iniciou a carreira no Flamengo em 1986. Na primeira passagem pelo clube, jogou até 1992. Tempos depois, voltou à Gávea em 2004 e ficou até 2005. Pelo Rubro-Negro, foi campeão da Copa União em 1987, campeão brasileiro em 1992, campeão da Copa do Brasil de 1990 e tricampeão carioca (1986, 1991 e 2004).

Relacionados