thumbnail Olá,

Atacante retorna ao clube que o lançou depois de 9 temporadas

Após 9 anos, treinando no Coritiba desde setembro do ano passado, a hora do atacante Marcel estrear com a camisa coxa-branca parece estar chegando. Após treinar na provável equipe que deve iniciar a partida, ele conta as horas para poder, novamente, entrar em campo.

“Esperei bastante tempo por isso, creio que vou poder estrear, e estou confiante para fazer um bom jogo com os meus companheiros”, confia. “Eu cheguei no clube em setembro, aí houve aquela situação de eu não poder ser inscrito, então faz aí de setembro para cá, quatro ou cinco meses. Mas isso já passou, estou procurando esquecer esse momento, foi a primeira vez que aconteceu isso na minha carreira, mas eu já superei e agora é só esperar para voltar a jogar”, emenda.

A estrela do atacante brilhou logo na sua estreia pelo Coritiba, pelo Paranaense de 2000, e ele empatou o clássico diante do Paraná, no último minuto. ”Passa um filme na minha cabeça. Eu estreei com 18 anos como profissional, contra o Paraná Clube, aos 45 do segundo tempo eu fiz um gol de empate, no Couto Pereira. A camisa do Coritiba graças a Deus me cai muito bem, eu espero nessa estreia já poder ajudar o clube”, revela.

No Coritiba Marcel fez 33 gols, entre 2000 e 2003, quando saiu. Entre os mais importantes, está o do título Paranaense invicto, em 2003, e o que garantiu o Coxa na Libertadores em 2004.

Maturidade

Agora, mais experiente, Marcel acredita que ainda pode contribuir. “Eu era mais jovem, hoje eu tenhoo 30 anos, eu vou procurar, com bastante inteligência também poder ajudar os mais novos, mas a vontade é a mesma, é a vontade de ajudar o clube e fazer gol. Muda que eu estou mais experiente”, analisa.

E ao lado dos companheiros que já conhece, e também dos que estão chegando, ele acredita que pode mostrar um bom futebol em campo. “A gente está treinando juntos há alguns dias, eu penso que são jogadores bem inteligentes e cabe a mim me posicionar bem, para poder ou fazer gol, ou estar ajeitando para eles ali, estar escorando a bola, para que eles possam chegar de trás e fazer”, avalia. ”Este treinamento que a gente está procurando, é esse entrosamento que a gente está procurando, e eu creio que já nesse jogo as coisas vão acontecer”, completa.

“O torcedor está esperando e eu estou procurando me preparar da melhor maneira. É claro que é um começo de temporada, a gente tem que ter um pouco de paciência e o torcedor também, mas as coisas vão se encaixando, a condição vai melhorando e a gente vai jogando cada vez melhor”, finaliza o atacante.

Relacionados