thumbnail Olá,

Uli Hoeness contou como foi a reunião onde o treinador disse sim

O acordo entre Pep Guardiola e Bayern de Munique teve suas dificuldades. De acordo com Uli Hoeness, presidente do clube bávaro, convencer o ex-técnico do Barcelona a assumir sua equipe não foi fácil. O dirigente revelou ao jornal alemão Bild como foi a reunião em que o treinador disse o esperado sim.

"O encontro em Nova York foi no dia 20 de dezembro, Pep pediu para me conhecer. Eu queria que nos encontrássemos em algum lugar que eu conhecia, mas ele preferiu me mandar uma limosine negra até o hotel Four Season, na Quinta Avenida", explicou.

Ele também afirmou que Karl-Heinz Rummenigge, presidente do conselho de administração do Bayern, conheceu Guardiola no outono. "Eu tinha um contrato comigo, assinado por Rummenigge. Depois de três horas de conversa, Pep perguntou se deveria assinar naquele momento. Eu disse que era uma grande ideia e depois guardei o contrato em um cofre por algumas semanas", contou.

O dirigente bávaro observa que Guardiola é um treinador muito responsável e trabalhador. "Ele me disse que desde agosto assiste a todos os jogos do Bayern. Ele estava muito bem informado. Ele perguntou sobre os treinamentos, as relações com a imprensa... Ele é uma pessoa muito simpátic e aberta", disse.

Hoeness ainda declarou que não se arrepende de ter anunciado a contratação durante a pausa de inverno da Bundesliga. "Observando, há apenas uma coisa que eu mudaria, se pudesse: teria anunciado o acordo antes do Natal, daí o frenesi da mídia teria ocorrido durante o intervalo, e não em plena competição", conclui.

Relacionados