thumbnail Olá,

Técnico elogia o capitão dos Reds, mas reconhece que a dependência pode ser maléfica para o grupo

Brendan Rodgers, técnico do Liverpool, admitiu a muito falada Steven Gerrard-dependência da sua equipe.

O meia de 32 anos saiu do banco de reservas durante a chocante eliminação do Liverpool para o Oldham, da terceira divisão, no último fim de semana, e acertou o travessão, ainda que não tenha conseguido evitar a derrota por 3 a 2. Depois de ver como a entrada do capitão deu um 'up' na performance da equipe, Rodgers finalmente admitiu que o Liverpool não sabe viver sem Gerrard.

"Gostaria de poder dizer que nós ficaremos bem sem ele, mas infelizmente, neste momento, não posso porque simplesmente não acredito que isso seja verdade. Stevem Gerrard é um jogador único. Quando ele entrou em campo contra o Oldham foi como se alguém o tivesse jogado do céu ali, porque o time passou a jogar totalmente diferente. A cada dia que passa, eu percebo cada vez mais a importância dele para o clube. Mesmo aos 32 anos ele ainda está em perfeito forma, é forte e você vê a influência dele sobre o time. Como capitão, ele é fenomenal. Não estamos sob nenhuma ilusão porque o jogo contra o Oldham deixou bem claro que temos problemas no elenco, especialmente quando precisamos fazer mudanças. Foi um duro despertar, mas já sabiamos da nossa situação," disse o técnico aos repórteres.

Rodgers também falou sobre a sua vontade de renovar logo o contrato de Gerrard com o clube.

"Já falei com o Steven algumas vezes sobre o novo contrato, mas acho que nada foi feito ainda até agora. O que ele me disse da última vez em que conversamos é que queria ver o que aconteceria ao fim da temporada. O foco dele é só em ajudar o time. Não há dúvida de que entre agora e o fim da temporada o novo contrato de Steven será discutido. Os donos podem ver por eles mesmos, eles assistem todos os jogos. Eles entendem a situação e eu converso regularmente com eles. Só posso dar feedbacks bons a respeito da qualidade dele enquanto jogador e líder deste clube, então não é como se eles não compreendessem isso. Até o fim da temporada isso será resolvido," acrescentou.

Rodgers ainda criticou a falta de consistência do Liverpool nos primeiros meses da temporada, mas expressou confiança de que os problemas podem ser corrigidos.

"Eu não acho que, como um time, nós sejamos fracos fisicamente ou que esteja faltando algo. Acho que é mental e isso é algo que precisamos trabalhar - precisamos de consistência. Os primeiros meses foram fantásticos para aprendermos sobre os jogadores. Certamente, quando o verão chegar, saberemos exatamente o tipo de jogador que precisaremos trazer," encerrou.

Relacionados