thumbnail Olá,

Zagueiro, que acabou de retornar de um longo período de afastamento por lesão, pode voltar aos titulares dos Blues no clássico londrino, domingo

O técnico do Chelsea, Rafa Benítez, deu a entender que pode arriscar usar John Terry desde o começo na partida contra o Arsenal, no domingo.

O zagueiro ficou no banco de reservas no empate em 2 a 2 contra o Southampton no Stamford Bridge no meio de semana. Sua primeira aparição desde a lesão sofrida contra o Liverpool, em Novembro, foi uma participação de 10 minutos na vitória sobre o Stoke City, no dia 12 de janeiro.

Benítez indicou, depois do decepcionante empate na quarta-feira, que não gostaria de correr riscos com a escalação, mas Terry vem treinando e deve ter feito o suficiente para convecer o chefe de que merece a aposta.

"Eu disse que não iria arirscar, mas eu tenho que ver os jogadores em todos os treinos e depois tomar uma decisão. Na sexta, tivemos uma sessão de treinos leves por causa da neve, e ele participou junto com o time, fez tudo. Ele tinha seu programa específico de atividades e estava muito bem. Se eu perguntar ao John, ou a qualquer um, eles irão dizer que querem que ele jogue. Prefiro não perguntar e decidir antes da partida," disse Benítez em entrevista coletiva.

"É difícil expressar o tipo de liderança que ele exerce. Você pode até achar que um jogador ou outro são líderes, mas são os proprios jogadores que escolhem suas lideranças. Isso acontece. Temos alguns vons jogadores, alguns deles tem muita personalidade. Outros tem outras qualidades. Temos um grupo com qualidade, mas às vezes sentimos falta da liderança. Experiência nem sempre se traduz em liderança," encerrou o treinador.

Relacionados