thumbnail Olá,

Às vésperas do clássico londrino, Rafa Benítez acredita que estilo ofensivo dos Gunners pode ser benéfico para o Chelsea

Rafael Benítez acredita que as táticas ofensivas do Arsenal irão funcionar em favor do Chelsea quando os dois times baterem de frente em Stamford Bridge, no domingo.

O empate em 2 a 2 com o Southampton na quarta-feira deixou o Chelsea ainda sem uma vitória em casa em 2013, ainda que tenha faturado três pontos em sete das oito partidas como visitante que disputou sob o comando do espanhol.

Benítez admite que táticas negativas dos adversários tem frustrado o Chelsea nas últimas semanas, mas acredita que o problema não irá se repetir contra os ofensivos Gunners.

"O ponto principal é manter a calma, continuar pressionando e tentar partir para cima da forma correta, e depois não iremos dar brecha para os outros times. O Arsenal é uma equipe de primeira linha, mas eles não vão colocar 11 homens na frente da linha do gol, esperando. É um jogo diferente," disse o treinador em coletiva nesta sexta.

Benítez concorda que o Chelsea perdeu o controle da partida contra os Saints, e admite que o time ainda busca a melhor maneira de equilibrar ataque e defesa.

"Poderíamos ter matado o jogo se tivessemos feito logo o terceiro. É uma questão tática contra esses times, se eles jogam para cima ou não. No final, nós estávamos atacando, atacando e demos a eles duas ou três chances de contra-atacar. É algo que você tem de organizar. Se você dentro ou dora de casa e quer ganhar, você tem que ter a mesma disposiçã: pressionar a saída de bola e atacar, mas tem de haver um equilíbrio. Nós não tivemos. Este foi o problema," explicou.

Depois do apito final, Benítez foi, como de costume, vaiado por uma boa parte dos torcedores do Chelsea ainda presentes no estádio, mas acredita que tirar o couro de um rival londrino, como o Arsenal, ajudará a acalmar os nervos.

"O principal é que nós temos que fazer nosso melhor desde o começo. Se marcármos, a torcida vai ficar feliz. Temos que fazer nosso trabalho, e eles seguirão o time. Vencemos juntos. Espero que possamos começar isso contra o Arsenal," encerrou.

Relacionados