thumbnail Olá,

Atacante francês disputou uma partida de futebol no videogame com o presidente do clube inglês antes de tomar sua decisão

O novo atacante do QPR, Loic Remy, revelou que o que o fez optar pelo time inglês foi uma partida de FIFA 13 no videogame disputada com o dono do clube, Tony Fernandes.

Entre os Rangers e o Newcastle, o ex-jogador do Marseille teve uma conversa de quatro horas com Fernnades que culminou em uma disputa no videogame, o que ele classificou como "um momento especial" para ambos.

"Foi um momento especial que se seguiu à nossa conversa sobre o QPR. Jogamos uma partida de FIFA. Foi bom e me mostrou que o Tony é uma boa pessoa. Ele me mostrou seu lado humano como dono do clube ao qual eu queria me juntar. Foi especial para nós dois," contou Remy ao site oficial do QPR.

O jogador de 26 anos assinou um contrato de quatro anos e meio e o executivo Philip Beard insistiu que a mudança não foi impulsionada pelo dinheiro.

"Loic tem paixão e desejo de alcançar grandes coisas na sua carreira e, assim como o Júlio César, queria fazer parte do nosso projeto. Sabemos que não estamos chegando onde queríamos até aqui na temporada, mas ele queria vir e ajudar a construir o futuro. Tony é um ótimo cara, ele nunca desiste, esse é o seu estilo, e ele está tão feliz quanto todos nós por termos conseguido fechar o negócio," disse Beard.

Entretanto, o dirigente também ressaltou que, apesar da felicidade em ter Remy no elenco, Tony se segurou um pouco na hora do FIFA.

"Eles se divertiram muito, mas Tony me disse que o deixou ganhar. Mas falando sério, foi um ótimo jeito para os dois se conhecerem melhor. Loic era o alvo número um de Harry [Redknapp, técnico da equipe] e estamos muito felizes com o resultado. Havia muito interesse de outros clubes nele, porque é um dos atacantes mais cobiçados da Europa, então o fato de nós termos fechado a transação é incrível," afirmou.

Relacionados