thumbnail Olá,

Meia elogiou o companheiro, que chegou a 13 gols na temporada, e disse que Suárez é certeza de causar problemas a todos os adversários

O volante do Liverpool, Joe Allen, classificou o companheiro Luis Suarez como 'imparável' depois dos dois gols na vitória dos Reds por 3 a 0 sobre o QPR no último domingo.

A vitória em Loftus Road colocou o Liverpool em nono lugar na Premier League, com Suarez marcando 2 a 0 no placar em apenas 15 minutos. O uruguaio já superou a marca de 11 gols marcados na temporada passada, e Allen acredita que performances como a vista no fim de semana é que mostram como é difícil de se jogar contra o atacante.

"Estávamos todos desesperados por uma boa partida depois da decepção que foi a derrota para o Stoke City. Queríamos colocar as coisas no lugar certo de novo e fizemos isso bem com a forma como jogamos no primeiro tempo. Como uma equipe, fomos excelentes e é neste nível que pretendemos jogar todas as rodadas. Quando você alguém como Luis Suarez é certeza de que vai causar problemas para o adversário. Quando Suarez está no seu momento, ele é imparável," disse o meia ao jornal Liverpool Echo.

"No primeiro gol, quando ele pegou a bola, tenho certeza que a defesa do QPR não achou que era um perigo tão grande. Mas ele criou algo partindo do nada e depois finalizou muito bem. É por isso que é um atacante de primeira linha. Está marcando muitos gols nessa temporada e espero que continue assim."

O galês de 22 anos ficou feliz em voltar aos titulares depois de ficar no banco nos dois últimos jogos e sentiu que o time soube lidar bem com a falta da presença do técnico Brendan Rodgers, proibido de trabalhar devido a uma virose.

"Tive um pequeno problema na pélvis nas últimas semanas e felizmente já está tudo certo. Me senti bem. Foi uma pena não termos conseguido marcar mais gols no segundo tempo mas também não precisamos sair muito para o jogo e arriscar ficarmos expostos atrás. O QPR não tinha nada a perder e colocou mais jogadores na frente, mas nos defendemos bem. Quando o time marca três gols fora de casa e não sofre nenhum você tem que ficar feliz. Ficamos todos surpresos quando soubemos que o Rodgers estava doente e não poderia comparecer para o jogo, mas lidamos bem com isso. Temos grandes profissionais aqui, capazes de ocupar o lugar dele numa emergência. Queríamos um resultado positivo para todos e conseguimos," acrescentou.

Relacionados