thumbnail Olá,

Avesso a individualidades, comandante dos Devils rasga elogios ao holandês e lembra exemplo do francês e de Cristiano Ronaldo

Nenhum jogador do Manchester United caiu nas graças da torcida, e do técnico Alex Ferguson, como o holandês Robin van Persie, que caiu como uma luva nos atuais líderes da Premier League. O escocês derreteu-se em elogios ao goleador mais uma vez, ao escrever sua coluna para a revista United Review, especializada nos Devils.

Para Fergie, Van Persie repete exemplos do passado de jogadores que chegaram, se adaptaram rapidamente ao estilo de jogo praticado no Old Trafford e deram uma contribuição muito positiva.

"Tenho que admitir: nosso presente de Natal chegou mais cedo esse ano. De fato, foi logo no início da temporada, quando Van Persie chegou a Old Trafford", escreveu.

"Me recuso a ser adepto do 'culto ao indivíduo', pois creio piamente que a essência do sucesso no futebol depende do trabalho de equipe, e o United não é uma equipe de um homem só. Mas, às vezes, tem situações pelas quais se é grato por ter encontrado a última peça do quebra-cabeça."

"Foi assim quando trouxemos Eric Cantona. Ele mostrou ter sido o jogador certo na hora certa. Ele se tornou o catalisador, o trampolim de nossa ascensão ao sucesso. Não precisa ser alguém contratado por um valor exorbitante. Eric, por exemplo, custou pouco mais de um milhão [de libras]."

"Cristiano Ronaldo, também, não foi contratado a um valor alto, mas certamente fez a diferença e pôde prosperar conosco, ao ponto em que hoje é tido por muitos como o melhor jogador do mundo."

RVP balançou as redes em 15 oportunidades em 21 partidas, entre Premier League, copas nacionais e Champions League.