thumbnail Olá,

Gary Jones ironizou derrota dos Gunners para seu time, da quarta divisão, nas quartas-de-final da Copa da Liga Inglesa

O capitão do Bradford City, Gary Jornes, torceu a faca na ferida do Arsenal nesta quinta-feira, afirmando que os jogadores Gunners deveriam se sentir envergonhados pela derrota na Copa da Liga Inglesa.

O meia, que deixou sua marca na cobrança de pênaltis, afirmou que o modesto Torquay United apresentou um duelo mais difícil para o Bradford do que os porderosos representantes da Premier League.

"Acho que o Torquay fez um jogo mais duro. Foi como uma inversão de papéis. O Torquay se defendeu muito bem contra nós e nós defendemos muito bem contra o Arsenal. Os jogadores foram incríveis. Foi uma dessas noites em que você tinha que estar no estádio para sentir de perto. Vencer uma força como o Arsenal na quarta-de-final da Copa da Liga era um sonho, é o motivo pelo qual nós jogamos futebol," disse o capitão da equipe que está atualmente na quarta divisão inglesa.

A vaga na semifinal foi decidida na disputa de pênaltis depois do empate em 1 a 1 entre as duas equipes. Nas últimas nove vezes que o Bradford acabou em uma disputa deste tipo, saiu vencedor, e, para Jones, a sorte estava claramente sorrindo para a "zebra" quando o juiz apitou o fim do tempo normal.

"Acho que a decisão ter ido para os pênaltis foi o pior pesadelo do Arsene Wenger [técnico do Arsenal]. Nós estávamos cheios de confiança, e isso ficou claro. Fiquei surpreso com como nós estávamos confortáveis no jogo durante todo o tempo. Eles quase não tiveram chutes a gol," afirmou.

O capitão disse ter se surpreendido quando viu a escalação do Arsenal para a partida, com praticamente todos os titulares.

"Não acreditei quando vi a escalação. Pensei que eles viriam cheios de garotos da base e sem experiência, mas nada disso. Vieram aqui com o time completo e perderam provavelmente a sua melhor chance de levantar um troféu esse ano," triupidou.

Relacionados