thumbnail Olá,

Jogo vale a liderança da Premier League e os times contam com laterais brasileiros no elenco. O jovem Rafael e o experiente Maicon falam sobre a expectativa antes do clássico.

Neste fim de semana, os olhos do mundo estarão voltados para Manchester. Uma das mecas do futebol inglês, a cidade será palco de um derby que promete ser um dos mais quentes dos últimos anos. City e United se enfrentam neste domingo, às 11h30 de Brasília, no Eithad Stadium, casa dos azuis, numa situação que se tornou comum nos últimos tempos: brigando pela liderança da Premier League.

Os líderes Red Devils chegam com três pontos de vantagem sobre os rivais, que ocupam a segunda colocação. Apesar disso, a tarefa de derrotar o City vem se provando uma das mais difíceis: o time segue como único invicto nesta temporada nas quatro principais divisões do futebol inglês, além de não saber o que é derrota em casa há 37 jogos pelo nacional - recorde que iguala a melhor marca de invencibilidade do United como

O que torna o clássico ainda mais esperado, é a recente eliminação do City na primeira fase da Uefa Champions League, ficando em último lugar no Grupo D. Minimizar o vexame contra o grande rival, seria tudo que o time de Roberto Mancini gostaria.

Para muitos, o que eventualmente decidiu o apertadíssimo campeonato passado foram as duas vitórias dos Sky Blues nos derbies, especialmente o atropelamento por 6 a 1 em Old Trafford (além de 1 a 0 no Etihad Stadium), um golpe duríssimo no orgulho vermelho.

Para o lateral-direito Rafael, a perda do título no saldo de gols, no último minuto, ainda não foi bem digerida.

"Eu nunca vou esquecer como me senti na noite depois de perdemos aquele título, e isso me dará ainda mais motivação. Nós nos olhamos e dissemos 'Como foi que a gente conseguiu perder por alguns gols?' Foi difícil de engolir. Demorou muito para passar, e a dor ainda está aqui," disse o jogador em entrevista ao Guardian.

Enquanto o United tentava alcançar a marca de 20 títulos ingleses, tendo ultrapassado o recorde do Liverpool, de 18, na temporada 2010-11, o City conquistou apenas o seu terceiro - o primeiro em 44 anos.

"Seria muito importante para nós conseguirmos seis pontos de diferença para eles antes do Natal. Isto os deixaria nervosos e tornaria o nosso trabalho mais simples. Estamos realmente muito determinados a compensar a perda do título para eles na temporada passada. A forma como perdemos fez tudo ainda mais difícil de aceitar", completou o lateral.

Atravessando a cidade, o brasileiro que ocupa - curiosamente também - a lateral direita azul enfrenta o nervosismo do seu primeiro derby inglês. Recém-chegado da Inter de Milão, Maicon se diz ansioso antes da partida.

"Em todo o mundo, o derby é um jogo diferente de todos os outros. Eles tem uma característica única, são capazes de dar confiança para o restante da temporada inteira", afirmou ao Yahoo! Sports.

O jogador também está confiante na recuperação do City para manter a taça no Etihad Stadium.

"Trabalhamos para isso todos os dias. A base do time que venceu o campeonato na última temporada é a mesma, apenas com um ou outro novo jogador. Cabe a nós contribuir para mais um capítulo da história desse clube," encerrou.

Ambos chegam para o jogo vindos de derrotas na Liga dos Campeões (o United foi derrotado em casa pelo Cluj, por 1 a 0, enquanto o City visitou o Borussia Dortmund, na Alemanha, e sofreu com o mesmo placar), mas os ânimos são completamente diferentes. Os Red Devils conseguiram a classificação antecipada como primeiros do grupo H e puderam se dar ao luxo de poupar vários de seus titulares no jogo final da fase de grupos da competição continental, já pensando no derby. Os Citizens, por outro lado, nem uma vaga na Europa League conseguiram.

A eliminação precoce e inesperada só aumenta a responsabilidade dos Citizens e a pressão sobre Roberto Mancini, que tem agora todo o seu foco no Inglês. Para o jogo, o técnico italiano ainda não sabe se poderá contar com David Silva. James Milner está praticamente descartado. Pelo United, Sir Alex Ferguson não terá Tom Cleverly, lesionado na derrota para o Cluj. O zagueiro Nemanja Vidic, que tinha seu muito aguardado retorno especulado para o derby, ainda não foi liberado pelo departamento médico.


Acompanhe, em tempo real, todos os lances de um dos maiores jogos do mundo, amanhã, a partir das 11h30, horário de Brasília, na Goal.com/br

Relacionados