"Nem Deus conseguiu agradar a todo mundo", afirma Cristiano Ronaldo

Em entrevista a jornal espanhol, craque português analisou a sua personalidade e revelou os seus planos para o futuro

Cristiano Ronaldo é uma das figuras mais emblemáticas do futebol mundial. Amado por uns, odiado por outros, o fato é que sempre que o português fala alguma coisa, as pessoas param para ouvir. E dessa vez não foi diferente. Acostumado às polêmicas, o craque fez algumas revelações ao El Mundo sobre a sua carreira e seus planos para o futuro.

"Quero viver como um rei. Vou aproveitar mais quando encerrar a carreira, quando eu tiver o tempo para fazer o que eu gosto", afirmou o jogador.

Apesar de todas as críticas que recebe - esta semana, ele foi eleito o jogador mais arrogante por um jornal francês -, ele garante que não se importa com elas e que elas são frutos de seu sucesso como profissional.

"Tem gente que me odeia, que diz que eu sou arrogante, que sou vaidoso. É parte do meu sucesso. Fui feito para ser o melhor. Se sou assim, se tudo que consegui no futebol foi por ser assim, não se pode me pedir para mudar."


(Foto: Getty Images)

"Todo mundo pode pensar o que quiser. Eu vou para a cama todos os dias com a consciência muito tranquila e durmo bem. Não podemos ficar obcecados como que os outros pensam da gente. Assim não viveríamos. Nem Deus agradou a todo mundo", disparou.

Ronaldo também explicou os seus gestos durante as partidas, que muitas vezes desagradam a adversários ou até mesmo os próprios torcedores. Ele garantiu que não planeja nenhum deles, mas que, em certos momentos, se arrepende de algumas atitudes.

"Eles saem com naturalidade, não são planejados. Eu faço porque eu não gosto de perder, e, às vezes, me arrependo", destacou o português, que também explicou a sua participação nas causas sociais.


GOAL LEIA MAIS  | Erro inédito de CR7 no Real Madrid

"Me sinto bem ajudando aos outros pouco ou muito. Deus me dá em dobro. Depois de ser pai, vejo a vida de uma maneira diferente", completou.