thumbnail Olá,

José Maria Del Nido admitiu que gostaria de ter o brasileiro na sua equipe, mas disse não temer a dupla de ataque do Atlético, adversário do Sevilla na semifinal da Copa do Rei

O presidente do Sevilla, José Maria Del Nido, afirmou que Álvaro Negredo é melhor que Diego Costa e Falcão Garcia, dupla de atacantes do Atlético de Madrid, adversário da sua equipe na quarta-feira, pela semifinal da Copa do Rei da Espanha.

Del Nido brincou e disse poderia jogar a partida e marcar o brasileiro.

DIEGO COSTA: PEÇA-CHAVE NO ATLÉTICO
Brasileiro deixa polêmicas para trás e se torna essencial para o Atlético de Madrid
"Medo de Falcão e Diego Costa? Meu único problema com [Unai] Emery [técnico do Sevilla] é que não me convocou. Eu marcaria o Diego Costa, jogaria esta partida. Falcão é o melhor 9 do mundo. Gostaria de ter o Diego na minha equipe, mas melhor do que ambos é Álvaro Negredo. É o melhor do mundo," declarou.

O presidente também destacou um momento para falar sobre a importância da torcida no duelo contra os Colchoneros.

"Tivemos 92% dos sócios retirando suas entradas para o jogo. Não aconteceu isso em nenhuma semifinal. Isso indica que a torcida entendeu a importância desta partida. Teremos três coisas a nosso favor: o nosso estádio, a torcida e nossos jogadores. Veremos um grande duelo."

Falando a respeito de uma hipotética possibilidade do Sevilla ser vendido a um sheik árabe, Del Nido admitiu que 'escutaria' a oferta, se isto fosse ajudar a engrandecer o clube. Mas, diante da hipótese, também esclareceu que não caberia a ele vender a entidade porque não é ele o dono, ainda que, nos últimos anos, o mandatário tenha ampliado sua parte nas ações do Sevilla.

Por último, Del Nido assegurou que o Sevilla se verá obrigado a vender atletas no fim da temporada.

"Para manter um padrão alto, teremos de fazê-lo. Devemos vender para recuperar um valor de 15 ou 20 milhões de euros. Depois do Real Madrid e do Barcelona, o Sevilla é o clube mais em dia com suas finanças na Espanha. Temos fundos próprios e positivos de 25 milhões de euros," encerrou.

Relacionados