thumbnail Olá,

Argentino elogiou equipe por virada contra o Sevilla, mas admitiu que time precisa elevar o nível para a semifina da Copa do Rei

Lionel Messi declarou que o Barcelona precisa levantar o nível contra o Real Madrid na próxima quarta-feira depois da vitória por 2 a 1 sobre o Sevilla na noite deste sábado.

Os Blaugrana contaram com gols no segundo tempo de David Villa e do próprio argentino para virar a partida e impedir que mais um resultado decepcionante se seguisse à derrota para o Milan no meio de semana, em jogo válido pela Liga dos Campeões.

"Sabiamos que seria um jogo difícil, mais ainda depois da partida contra o Milan. Mas nós vencemos e isso é o mais importante. Me sinto bem, gosto de jogar. Agora temos de voltar a jogar como sempre fazemos na Copa do Rei contra o Real. Não poderemos contar um empate em 0 a 0," declarou o atacante após a partida no Camp Nou.

Quando perguntado a respeito das notícias veiculadas na imprensa espanhola de que teria insultado o assistente de José Mourinho, Aitor Karanka, depois do empate no primeiro jogo da semifinal da Copa do Rei, no SAntiago Bernabéu, Messi declarou nem se importar com esse tipo de coisa.

"Sabendo de onde vem essas coisas, eu nem me importo," disse de forma ríspida.

O técnico interino do Barça, Jordi Roura, por sua vez, afirmou que David Villa segue como uma das peças fundamentais no projeto do clube depois do espanhol ter iniciado a reação do time da casa.

"Sempre dissemos aqui que Villa é uma peça-chave para nós. E ele mostra isso toda semana. Ele marca com facilidade e isso é muito importante. No intervalo, pedi aos jogadores que ficassem calmos e que não fizessem as coisas de qualquer jeito, na pressa. Alexis [Sanchez] sofreu uma pancada séria, então [Cristian] Tello entrou em seu lugar logo cedo e acrescentou muito ao time, criando espaços para os outros.

"É claro que ficamos preocupados com a forma como estamos sofrendo gols ultimamente. Precisamos melhorar nisso, assim como iremos tentar melhorar em outros aspectos também," encerrou o assistente de Vilanova.

Relacionados